Domingo, 21 de Abril de 2019
publicidade
cao.JPG
publicidade
publicidade

AMOR ANIMAL

Cães 'vira-latas' são preferência de criadores de animais em lares, aponta pesquisa

Pesquisa nacional aponta que os cães Sem Raça Definida (SRD) são os mais populares entre os brasileiros, representando 41% dos animais em casas de famílias


02/09/2017 às 05:35

Os cachorros Sem Raça Definida (SRD), popularmente conhecidos como vira-latas, são a preferência de criadores de animais em lares brasileiros, segundo uma pesquisa. No Amazonas, tutores elencam os motivos que fazem dos pets a melhor opção e contam suas histórias de amor com os animais.

Segundo pesquisa do Instituto Qualibest, os SRD são maioria nos lares em todos os estados do País. De acordo com o estudo, os vira-latas representam 41% dos animais em casas das famílias brasileiras, a maioria de classes C e D e são os que menos apresentam problemas de saúde. Do número total, cerca de 33% dos entrevistados disse que resgatou o animal nas ruas.

E foi das ruas que o “Negão” foi resgatado pela dona de casa Vera Lúcia Sampaio, 50, há quatro anos. O animal foi abandonado pelo antigo dono, sem qualquer tipo de piedade, na rua da casa de Vera. “Foi desumano a forma como tudo ocorrer. Um rapaz passou pela frente da minha casa puxando o cachorro com uma corda, ele estava só pele e osso. Quando vi aquela cena, tive certeza que ele abandonaria o animal”, contou.

Negão foi jogado a própria sorte por volta das 20h de um dia chuvoso em uma das ruas do bairro da Raiz. A dona de casa contou que saiu e quando voltou para casa viu que o cachorro estava desesperado, com fome e medo. “O dia estava frio, estava prestes a cair um temporal. Fiquei agoniada com aquela situação e quando minha filha chegou conversei com ela e decidimos pegar o animal”, contou.

O vira-lata estava machucado e, segundo Vera, com certeza era espancado com frequência pelo antigo dono. Hoje, Negão é motivo de felicidade na família e tratado como se fosse um filho pela dona de casa. Negão ganhou, há dois meses, uma irmã, que também foi abandonada em frente à casa de Vera.

“Tenho certeza que ele apanhou muito do antigo dono. Mas agora tudo isso é passado, Negão tem pouco mais de quatro anos. Não me importo com raça, o que me importa é o carinho que sinto por ele e o amor que ele demonstra por cada um de nós. Ele é carinho, mas defende a casa como um leão”, disse a dona de casa.

Amigo leal

Há dois anos o “Dórico” transformou a vida do arquiteto Deleon Santiago, 27. Passou de um simples animal doméstico e ocupa um lugar importante na vida do jovem, que já teve diversos cachorros, mas Dórico é o único SRD e que tem livre acesso às dependências da casa e até dorme na casa com Santiago. “Na maioria das vezes os vira-latas são desprezados. O que não importa para mim, tanto faz se são de raça ou não”, finalizou.

O jovem arquiteto, diferentemente dos outros personagens dessa reportagem, procurou por diversos dias um animal para adotar e não se arrepende até hoje. “Ele chegou para mim filhote. Já tive outros animais, mas o Dórico é o único que chegou a morar dentro de casa e dormir na minha cama. Ele é um membro da família. É tão bom acordar e ter ele ali, chegar em casa e ele me receber, ele é um amigo leal”, disse.

Estudante resgata vira-lata

Em uma rua movimentada do bairro Coroado, na Zona Leste da cidade, o estudante Markus Vinícius Costa Menezes, 17, resgatou um filhote, que estava com a patinha quebrada e gemia de dor. A ajuda seria apenas temporária, mas há um  ano e cinco  meses o vira-lata conquistou espaço na vida dos três irmãos e dos pais do adolescente e é um dos donos da casa.

“Inicialmente enfrentamos um pouco de resistência da família, pois nós já tínhamos um cachorrinho. Mas tudo passou, e  hoje Dognaldo tem o espaço dele e faz parte da nossa família. É querido por todos, até pelos vizinhos”, contou.

Para o adolescente, os SRD são mais fortes e mais independentes que os cachorros de raça. Desde que teve abertura dos pais para criar animais, sempre preferiu os vira-latas. “Eu prefiro meus vira-latinhas, são carinhosos, são independentes e até me protegem quando sentem que estou sendo ameaçado”, disse.

Número de adoção aumenta

Segundo Vanessa Menezes, integrante da Organização Não Governamental (ONG) Proteção Adoção e Tratamento Animal (Pata), não há números registrados, mas há três anos os representantes da instituição percebem que a população está adotando mais cachorros SRD em feiras de animais.

Vanessa Menezes contou que o aumento no número de pessoas que procuram animais cresceu também nas redes sociais e impulsiona campanhas. “Percebemos que, nos últimos três anos, é crescente o número de pessoas que nos procuram nas feiras de adoção, mas é importante que a sociedade entenda que vai além de adotar, que é preciso ter comprometimento e amor pelos animais que vão viver mais de dez anos, dependendo da raça”, disse.

Ranking dos pets

Segundo pesquisa online, do Instituto QualiBest, de São Paulo, os cães vira-latas os  animais mais popular nos lares dos brasileiros. O estudo ouviu homens e mulheres, a partir de 18 anos de idade, cerca de 7.084 pessoas participaram, de todas as classes econômicas e regiões do Brasil.

De acordo com a pesquisa divulgada, os vira-lata estão em 41% dos lares, em seguida vem o  Poodle (11%), Pinscher (7%), Labrador (5%), Pit Buull (3%) e Lhasa Apso (3%).

publicidade
publicidade
Morre 2º homem atingido por tiros do Exército contra carro de família no Rio
Ovos de Páscoa estão 40% mais caros do que em 2018, aponta pesquisa da FGV
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.