Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019
Dinheiro, Economia, franquia, Negócios, Fran's Café, Café do Ponto, Praxis Education

Cafeterias fazem sucesso em Manaus

Grande aceitação do produto e suporte dado pelo sistema de franquias motiva empresários a investir (e a ficar) no segmento



1.jpg Adriana Brito, que administra o Fran’s Café, tem um público que faz happy hours e reuniões de trabalho no local
12/08/2012 às 13:21

Hábitos presentes no estilo de vida amazonense, como conversar com os amigos ou fazer uma reunião de trabalho em um ambiente alternativo têm contribuído para a expansão do segmento de cafeterias em Manaus.

Prova disso é o número de franquias e empresas especializadas que vêm surgindo nos shoppings e áreas comerciais da cidade.



Contam a favor desse crescimento fatores como a renda per capita de Manaus e a diversificação dos produtos nas cafeterias, que vendem muito mais que café expresso.

Atraídos pela rentabilidade do negócio, empresários locais estão optando por investir no ramo, geralmente com o suporte de um sistema de franquias. Um deles é o proprietário do “Café do Ponto” no Manauara Shopping, Caio Omena, que inaugurou a franquia em julho de 2009.

Segundo Caio, o faturamento da empresa cresce, em média, 5% a cada ano. “A cafeteria acaba sendo um local atrativo para os clientes, que gostam de sentar para conversar”, comenta.

Embora o café seja um produto mais em conta frente a alimentos de outros ramos, o custo para ter uma loja franqueada é alto. Segundo dados disponíveis no site www.cafedoponto.com.br, a rede cobra taxa de franquia de R$ 40 mil (paga só uma vez) e exige investimento de construção de R$ 180 mil, que inclui projeto, montagem e aquisição de equipamentos.

Outros itens, como aquisição do ponto comercial, reforma ou locação de imóvel, não estão previstos nesse investimento.

Reuniões de negócio
Há três anos, as sócias Antônia Brito e Adriana Brito (mãe e filha, respectivamente) atuam no segmento de cafeterias com a franquia do Fran’s Café, no Vieiralves, na Zona Centro-Sul de Manaus.

Para elas, o desempenho da empresa mostrou não apenas que a atividade é rentável, mas que ela dá certo porque é apreciada tanto para o lazer como para os negócios. “Tenho clientes que fazem do restaurante o seu escritório. Mas recebo pessoas de todas as idades. Elas vêm porque procuram um ambiente aconchegante e mais tranquilo para conversar”, explica Antônia.

Segundo ela, administrar a franquia é um desafio em razão dos custos, já que os insumos chegam em aviões. No entanto, a empresária afirma que a dedicação da filha Adriana é um fator determinante para a superação das dificuldades.

“Ela é muito perfeccionista, está sempre atenta aos detalhes”, diz.

O valor inicial para instalar uma franquia do Fran’s Café é de R$ 136 mil, mas pode superar R$ 300 mil.

Tendência nacional
De acordo com o diretor da consultoria Praxis Education (especializada em franquias), Maurício Galhardo, o crescimento do número de cafeterias é uma tendência nacional que aparece de forma mais clara na cidade. “Manaus está em plena expansão para negócios. Os problemas logísticos decorrentes da distância estão sendo minimizados com a redução de custos de transporte aéreo, por exemplo”.

Galhardo explica que a chegada de novas franquias é um resultado tanto dos planos de expansão das redes nacionais como da decisão de “bons gestores e investidores”.

“Eles buscam cada vez mais negócios bem estruturados e com boas chances de sucesso em locais ainda pouco explorados”, salienta. Na opinião do especialista, as cafeterias viraram “pontos de encontro” e “escritórios itinerantes” por causa da sofisticação dos produtos e da oferta de Internet wireless.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.