Segunda-feira, 23 de Setembro de 2019
ALTA DEMANDA

Calor do verão amazônico eleva consumo de água tratada em Manaus

Em julho, os manauaras consumiram cerca de três milhões de litros do recurso a mais que no mês anterior



show_6546_B662875B-ED95-46F0-9A0E-58E42396C7EE.jpg Foto: Arquivo/ A crítica
10/08/2019 às 19:09

No período entre os meses de junho e agosto, os moradores de Manaus encaram as temperaturas mais quentes do ano e o calor intenso aumenta o consumo d’água tratada na cidade.

Inúmeros fatores contribuem para isso: a população bebe mais água e demora um tempo maior no banho. Há até quem “aproveite” o sol para lavar roupas e limpar a casa diversas vezes durante a semana. 

De acordo com o Centro de Controle Operacional (CCO) da concessionária Águas de Manaus, em junho deste ano foram distribuídos mais de 19 milhões de litros de água na capital. Já no mês de julho, foram produzidos e distribuídos 22,2 milhões de litros de água para os manauaras, um aumento de cerca de três milhões de litros de água. É como se seis mil caixas de água de 500 litros tenham sido utilizadas a mais de um mês para o outro. 

Para o mês de agosto, o consumo de água deve ser ainda maior, projeta a empresa. Segundo dados do CCO da Águas de Manaus, a produção de água para a capital chegará a aproximadamente 22,5 milhões de litros. Um aumento de 3,5 milhões de litros em relação ao mês de junho.

A concessionária alerta que para evitar que a população consuma mais água do que o necessário e sinta este impacto no bolso, algumas pequenas atitudes quanto ao uso consciente da água podem ajudar a economizar. Dicas simples como fechar a torneira ao escovar os dentes, usar baldes para lavar pátios e calçadas, além de evitar banhos demorados fazem uma diferença na fatura de água do final do mês.

Entre as medidas para economizar água estão verificar vazamentos em canos e não deixar torneiras pingando; fechar a torneira ao escovar os dentes ou fazer a barba; usar baldes para lavar pátios, carros e quintais; evitar banhos demorados e fechar o chuveiro ao se ensaboar.

A coordenadora de Responsabilidade Social da Águas de Manaus, Geaneide Vilhena, ressalta também a importância de informar a concessionária sobre as ocorrências, sejam vazamentos internos ou nas ruas. “É importante identificar um vazamento como perda de água. Se uma casa tem um vazamento, o hidrômetro vai calcular o que está sendo utilizado sem distinguir o consumo real da perda”, afirmou.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.