Publicidade
Manaus
CALOR

Calor e longas filas provocam estresse e irritação em eleitores em Manaus

Sob uma temperatura em torno de 31 graus e umidade beirando os 70%, houve muita reclamação por parte dos eleitores 07/10/2018 às 12:14
Show 67dc1866 aeaf 4527 9d1d 8faba80f816b e44044d7 6d87 4378 a060 cb6b14abcd20
Foto: Márcio Silva
Paulo André Nunes Manaus (AM)

Muito calor, longas filas e estresse foram registrados na manhã deste domingo (7) de eleições em várias seções eleitorais de Manaus. Sob uma temperatura em torno de 31 graus e umidade beirando os 70%, houve muita reclamação por parte dos eleitores.

“Não consegui votar. Não estão organizando as entradas nas seções. Só entra idoso e pessoas com bebês no colo. E a fila enorme porque não fazem a entrada de uma prioridade e um da fila”, contou um eleitor da Escola Estadual Antovila Mourão Vieira, na rua São Vicente, bairro São Lázaro, que preferiu ficar no anonimato e não dar seu nome.

Já a cozinheira Doracila Oliveira da Silva, 44, reclamou bastante do tempo de espera. Moradora do próprio São Lázaro, ela chegou ao Antovila Mourão por volta de 9h50 e até as 11h20 ainda aguardava na fila para votar com dez pessoas à sua frente.

“A fila está muito lenta e desorganizada demais. Não nos dão justificativa nenhuma. Não há fila de prioridades. Acho isso uma falta de respeito conosco eleitores. Nem todo ano é assim, mas neste está horrível”, disse ela.

Também esperando a vez para votar na mesma escola, o professor Ivair de Oliveira, 47, ficou cerca de 40 minutos em pé e, apesar do tempo menor que Doracila, a insatisfação era a mesma. “Acho punitivo nos obrigarem a votar nestas condições, sob essa espera na fila. Só estou vindo votar porque é obrigatório, senão nem estaria aqui”, comentou ele.

Na Escola Estadual Antônio Lucena Bittencourt, na Betânia, o autônomo Emanuel Ferreira Lucas, 59, também reclamava da longa espera de 30 minutos na fila. “Só estão entrando prioridades e nós que temos que esperar. Não é assim que funciona, deveriam organizar melhor. Além disso não tem ventilador nessa seção, nem água nos bebedouros”, criticou ele.

Publicidade
Publicidade