Sexta-feira, 24 de Maio de 2019
'PRESENTE'

Câmara aprova repasse de R$ 5 milhões às empresas de transporte coletivo

Apenas seis vereadores foram contrários ao pagamento, que não é justificado e nem detalhado tecnicamente na mensagem da Prefeitura votada na CMM



33300123900_ba565c45a2_z.jpg
Câmara Municipal aprovou o repasse sem maiores questionamentos (Foto: Tiago Corrêa / CMM)
27/03/2017 às 15:58

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) aprovou, nesta segunda-feira, o projeto de lei, de autoria do Executivo Municipal, que repassa R$ 5 milhões aos empresários do transporte coletivo. O projeto tramitava na casa desde o dia 20, em caráter de urgência.  

O líder do governo na casa, Marcel Alexandre (PMDB) defendeu que o projeto está de acordo com a lei. “O dinheiro público está sendo usado para o bem público, que é a mobilidade, o transporte coletivo”, afirmou. “Com a lei, há o encerramento do subsídio, liberando a prefeitura para pagar a última e não haverá mais subvenção”. 

Votaram contra o projeto de lei os vereadores Chico Preto (PMN), William Abreu (PMN), Dr. Ewerton (PPL), Carlos Portta (PSB), Marcelo Serafim (PSB) e Joana D’Arc (PR).

“Isso é dinheiro do povo, pra servir de volta ao povo, seja construindo paradas, seja melhorando os terminais ou tapando buraco das unidades básicas de saúde. Mas a prefeitura pegou esse dinheiro, botou no caixa dela e disse que daria para os empresários”, afirmou Chico Preto.
 

Projeto
O projeto 061/2017 traz na proposta o valor total de R$ 8,4 milhões. O restante do montante - R$ 3,4 milhões - será repassado ao gabinete do vice-prefeito, da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh), do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) e da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU).


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.