Quarta-feira, 27 de Outubro de 2021
Após críticas

Câmara recua e aprova volta das sacolas plásticas no comércio de Manaus

A distribuição das sacolas de plástico vai ser permitida pelo período de 12 meses e após esse período só será permitido a distribuição de sacolas biodegradáveis



show_cmm_1EE12124-F3BF-4CFE-961C-A4BC77D0B040.jpg Foto: Divulgação
06/10/2021 às 15:49

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) aprovou em sessão extraordinária nesta quarta-feira (6) uma emenda que retomou a distribuição gratuita de sacolas plásticas nos supermercados de Manaus. A distribuição das sacolas de plástico vai ser permitida pelo período de 12 meses e após esse período só será permitido a distribuição de sacolas biodegradáveis.

“Fica proibida a distribuição gratuita de sacolas plásticas a partir de 20 de outubro de 2022 porque o comércio vai ter um ano para se adequar. A partir da aprovação dessa emenda fica permitida a distribuição gratuita dessas sacolas de plástico comum”, explicou o líder do prefeito David Almeida (Avante) na CMM, Marcelo Serafim (PSB).



Ainda segundo ele, depois do prazo de um ano ficarão proibidas as sacolas de plástico e ficará permitida por mais um ano a distribuição das sacolas biodegradáveis por estabelecimentos comerciais.

“O projeto de lei permite que o comerciante dê de forma gratuita aquela sacola, tanto de plástico comum nos próximos 12 meses, quanto a de plástico biodegradável nos 12 meses seguintes. Após esse período de dois anos fica proibida todas as sacolas”, disse o líder.

O remendo na lei 485/2021 da vereadora Glória Caratte (PL), foi proposto pelo vereador Elissandro Bessa (SD). A proposta foi aprovada por unanimidade e agora segue para sanção do prefeito.

No início da semana, a lei antissacola causou reclamação de consumidores que foram cobrados pelas sacolas, provocando a Câmara anunciar a mudança da lei. A emenda anunciada foi costurada por Marcelo Serafim e foi assinada por outros 26 parlamentares. 

Desde a última quinta-feira (30) passou a valer em Manaus a Lei 485/2021 que  proíbe a distribuição gratuita de sacolas plásticas em estabelecimentos comerciais. O projeto que criou a lei, de autoria da vereadora Glória Carrate (PL), foi aprovado pela Câmara Municipal de Manaus (CMM) no dia 12 de abril deste ano. A matéria foi promulgada pelo Poder Legislativo por meio de publicação em seu Diário Eletrônico no dia 10 de maio após o prefeito David Almeida (Avante) se eximir da sanção.

"Infelizmente vamos esperar um ano para não ter mais árvores de sacola na cidade de Manaus. Vamos continuar gastando para retirar lixo dos igarapés de Manaus. A população paga duas vezes, pagamos pelas sacolas e para tirá-las dos igarapés. Esperamos que daqui há um ano não tenha o mesmo mimimi. Tomara que consigamos criar o hábito de ter a ecobag", lamentou Bessa que foi o proponente da emenda.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.