Publicidade
Manaus
EXPULSOS

Camelôs fazem protesto após serem expulsos do Terminal da Cachoeirinha

Segundo o presidente do Sindicato dos Camelôs, José Assis, a ordem é contrária ao acordo feito com o prefeito de Manaus, Arthur Neto 08/05/2017 às 11:40 - Atualizado em 08/05/2017 às 12:17
Dani Brito Manaus (AM)

Camelôs que trabalham no Terminal de Ônibus 2 (T2) no bairro Cachoeirinha, na Zona Sul de Manaus, foram surpreendidos na manhã desta segunda-feira (8) ao serem expulsos do local por fiscais da Subsecretaria Municipal de Abastecimento, Feiras e Mercadorias (Subsempab), da Prefeitura de Manaus.

Contrários à decisão, os ambulantes iniciaram um protesto. Houve manifestação por parte deles, que permaneceram no local. Alguns camelôs foram para a pista e tentaram interditar a via e impedir o tráfego de coletivos. Uma ambulante se deitou sobre o chão e se recusou a levantar.

Segundo os fiscais da Subsempab, eles estavam cumprindo uma ordem de ofício do Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) de retirar 65 camelôs. Entretanto, os ambulantes afirmaram que só sairiam do Terminal de Ônibus 2 sob UM mandado de reintegração de posse.

O presidente do Sindicato dos Camelôs, José Assis, afirmou que a retirada deles do T2 é contrária a um acordo feito com o prefeito de Manaus, Arthur Neto. “Quando ele tirou os trabalhadores daqui para reforma prometeu que iria fazer voz para 40 camelôs e até agora não fez nada. Não concordamos com essa medida e iremos permanecer aqui até que sejamos despejados por mandado de reintegração de posso”, disse Assis.

Mesmo com o protesto de parte dos ambulantes, outros trabalhadores decidiram fechar as bancas até que tudo se resolvesse. Até a publicação desta matéria, alguns camelôs ainda permaneciam na pista do Terminal de Ônibus fazendo protesto.

Publicidade
Publicidade