Publicidade
Manaus
Manaus

Camelôs que trabalham nas ruas da Zona Leste cobram espaço no shopping T4 em Manaus

Parte dos vendedores que trabalham no entorno da feira do Produtor esperam receber boxes no shopping popular, previsto para ficar pronto em sete meses 17/09/2014 às 08:58
Show 1
O camelô Jairo de Freitas espera receber um espaço no shopping popular
Jéssica Vasconcelos ---

Assim como os camelôs do Centro, que aguardam ansiosos a construção do shopping popular do T4, os ambulantes que atuam próximo ao terminal e na feira do Produtor, no Jorge Teixeira, Zona Leste, também esperam ter um espaço adequado para trabalhar depois que a obra for concluída.

Segundo o camelô Jairo de Freitas, que há três anos mantém uma banca de variedades na saída da feira, a expectativa é que todos sejam realocados dentro do shopping popular, pois só assim todos poderão ter um espaço adequado para trabalhar. “Na rua, a qualquer momento a prefeitura pode chegar e retirar os camelôs, mas no camelódromo não”, disse Jairo.

Para o camelô, o espaço vai ajudar também no fato de não precisar levar a mercadoria todos os dias para casa, por medo dos constantes assaltos que ocorrem na área. Jairo conta que, todos os dias, enfrenta o trânsito complicado para levar a banca para casa. “Se eu tivesse um lugar certo para vender, que todos os dias eu precisasse somente abrir a porta e trabalhar, seria muito bom”, acrescentou o ambulante.

O camelô José Maria Paiva, que trabalha na frente da feira, diz que prefere continuar no local, onde trabalha há mais de 14 anos, e que só irá para o shopping T4 se a prefeitura retirar todos os ambulantes dali, pois os clientes estão acostumados a encontrá-lo nesse ponto.

De acordo com José, há espaço e clientes para todos trabalharem sem ter nenhum tipo de prejuízo e a concorrência é algo saudável. “Se puder escolher, quero continuar em frente à feira, porque muitas pessoas compram por estarem somente passando pela rua”, disse o camelô.

Costume

Nesta terça-feira (16), máquinas continuavam fazendo a a terraplanagem do terreno onde será erguido shopping popular. A Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) informou que a obra foi licitada na última sexta-feira e será homologada nos próximos dias e que “logo, os serviços serão iniciados”. Segundo a secretaria, para adiantar a obra todo o serviço de terraplanagem foi realizado com recursos próprios.

A previsão para conclusão da obra é de sete meses. Quando estiver concluído, o espaço terá capacidade para receber mais de 700 camelôs e deverá integrar o projeto Viva Centro Galerias Populares. A próxima etapa da obra abrange a implantação das fundações dos alicerces que sustentarão as vigas das lajes e toda a estrutura em concreto armado e ferro, além das instalações hidráulicas e sanitárias.

Publicidade
Publicidade