Publicidade
Manaus
Manaus

Câmeras de fiscalização passam a ser usadas para multar infratores de trânsito em Manaus

Em três meses, Manaustrans pretende dobrar o número de câmeras instaladas na cidade. Desde a semana passada, quando uma resolução federal incluiu a tecnologia, 40 veículos já foram autuados pelo novo método 12/08/2015 às 19:17
Show 1
Atualmente, o Manaustrans possui dez câmeras de fiscalização que já estão sendo utilizadas para registrar possíveis infrações de trânsito
alexandre pequeno Manaus (AM)

Desde a semana passada, o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) passou a utilizar as imagens captadas pelas câmeras de monitoramento do Centro de Controle Operacional (CCO) para aplicar multas em condutores que cometam infrações nas principais vias da cidade.

Isso porque a Resolução nº 532, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), publicada na edição do dia 17 de junho do Diário Oficial da União (DOU), afirma que as câmeras de fiscalização são instrumentos legais para fazer autuações, uma vez que sejam operadas e monitoradas por agentes de autoridade de trânsito.

Em três meses, o Manaustrans terá mais 10 câmeras que vão reforçar e auxiliar no monitoramento do trânsito e nas notificações de infrações. Desde a semana passada, quando a resolução começou a vigorar na capital, cerca de 40 veículos já foram autuados por meio das câmeras do Manaustrans.

Entre as infrações mais comuns estão: avançar o sinal vermelho, dirigir e usar telefone celular ao mesmo tempo, não usar cinto de segurança e fazer conversão em local proibido. 

Quais câmeras podem multar?

O diretor presidente do Manaustrans, Paulo Henrique Martins, informou que o Centro de Controle Operacional do Manaustrans monitora o trânsito da cidade por meio das imagens de 250 câmeras do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), porém o órgão não interfere em seus posicionamentos nem utiliza as imagens para notificar infrações de trânsito.

Segundo Martins, somente as câmeras do próprio Manaustrans podem ser usadas para multar. O instituto afirma ter 10 câmeras posicionadas em locais estratégicos da cidade, cujas imagens podem colaborar para indicar condutores que desrespeitam as leis de trânsito e são passíveis de autuação.

Publicidade
Publicidade