Publicidade
Manaus
PREVENÇÃO

Caminhada na Ponta Negra encerra atividades da campanha 'Outubro Rosa'

"Caminhada das Vitoriosas" chamou a atenção para a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. Projeção do Inca aponta que 1.120 mulheres devem ser acometidas pela doença no Estado 27/10/2016 às 11:08
Show outubro rosa
Mobilização atenta para a importância da prevenção precoce (Foto: Divulgação)
Náferson Cruz Manaus (AM)

Com o intuito de chamar a atenção para a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, movimentos sociais, ONGs de apoio à causa e colaboradores, participaram ontem da “Caminhada das Vitoriosas”, que encerrou oficialmente a campanha “Outubro Rosa – 2016” no Amazonas.

O ato organizado pela Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon) foi realizado na Ponta Negra, Zona Oeste. O movimento também acontece anualmente, em todo o mundo.

A projeção mais recente lançada pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca), vinculado ao Ministério da Saúde, aponta que os cânceres de mama e colo uterino, juntos, devem acometer 1.120 mulheres no Estado, em 2016, o equivalente a 40,43% do total de neoplasias estimadas para o período no sexo feminino. Os dados apontam que, na comparação com os números nacionais, o Amazonas supera a média brasileira para casos de câncer de colo uterino e fica abaixo no que diz respeito às neoplasias de mama.

A campanha também chama a atenção para a importância da prevenção ao câncer de colo uterino, o que mais acomete a população feminina no Estado. A enfermeira Marília Muniz, coordenadora estadual da Atenção Oncológica da FCecon, ressalta que em função da alta incidência e mortalidade pelo câncer de colo uterino no Amazonas, este tipo da doença também foi inserido ao tema, de modo a alertar a população feminina sobre os fatores de risco, exames de detecção da doença, bem como sobre os métodos preventivos.

Outras parcerias Para a professora da Faculdade Estácio, Márcia Helena Braga, que participou da mobilização, juntamente com estudantes da unidade educacional, essas ações são importantes para orientar e tirar dúvidas da população sobre a doença. “O câncer de mama é o segundo tipo da doença mais frequente em todo o mundo. Por isso, é essencial conscientizar as mulheres sobre a necessidade de realizar o auto exame e consultar o médico regularmente”, ressaltou a professora e coordenadora da mobilização alusivas à campanha “Outubro Rosa” da Estácio.

Ainda conforme a FCecon, uma das parceiras do movimento, a Marinha do Brasil, participou da atividade, com o Navio de Assistência Hospitalar Doutor Montenegro, iluminado de rosa no Rio Negro.

Ações

Os estudantes do curso de Serviço Social da Faculdade Estácio realizam até a próxima segunda-feira (31), atividades alusivas à campanha “Outubro Rosa”, que tem como objetivo conscientizar a população sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e de colo de útero.

Ontem, alunos do curso de Serviço Social da instituição participam da “Caminhada das Vitoriosas”, na Ponta Negra. Hoje, ainda como parte da programação, a Estácio promove um Aulão de Zumba, no espaço de convivência da unidade, na avenida Djalma Batista. Na unidade da avenida Constantino Nery, estudantes dos cursos de Farmácia e Biomedicina estarão orientado estudantes e funcionário sobre a prevenção do câncer de colo de útero.

As atividades encerram na próxima segunda-feira (31), às 20h, com uma mobilização, no semáforo da avenida Djalma Batista, nas proximidades da faculdade.

Mamografia

A mamografia é indicada a mulheres com idade entre 50 e 69 anos. Segundo a FCecon, mulheres com histórico de câncer de mama na família devem iniciar a rotina anual de exames 10 anos antes da idade em que a neoplasia foi diagnosticada no familiar.

Publicidade
Publicidade