Publicidade
Manaus
SEM FISCALIZAÇÃO

Caminhões têm causado problemas na antiga Estrada da Jonasa, dizem moradores

Moradores da área denunciam que as caçambas passam sem nenhuma lona de proteção e acabam espalhando areia no meio do caminho. Além disso, há muitos buracos e bueiros entupidos no local 16/05/2017 às 05:01
Show areia
Foto: Euzivaldo Queiroz
Isabelle Valois Manaus (AM)

Toda semana, Helson Marques Martins, síndico do conjunto Boa Vista, localizado na rua Raimundo Nonato de Castro, a antiga estrada da Jonasa, no bairro Santo Agostinho, Zona Oeste, contrata terceiros para a retirada do areal acumulado em frente ao conjunto, resquício da falta de utilização da lona de proteção das caçambas que utilizam a via como rota.

Conforme o síndico, o problema não é de hoje e vem se alastrando durante os últimos cinco anos. Por conta do peso das caçambas, a via também está tomada de buracos e, a cada dia, um novo problema surge por falta da manutenção da via. “Desde 2012, a nossa rua virou rota para as caçambas. Desde esse período, estamos passando por este problema com esse areal. A maioria das caçambas passa sem nenhuma lona de proteção e, por conta disso, muita areia se espalha no meio do caminho. Se não fizermos a retirada, isso pode ocasionar um acidente”, disse.

Helson  Marques Martins informou que nunca presenciou nenhuma fiscalização no local e disse que as caçambas circulam por ali sem nenhuma proteção. “Até denunciamos a descaso na prefeitura, mas nada foi resolvido. Enquanto isso, o jeito é buscarmos solução entre os moradores mesmo: por enquanto, pagamos para terceiros realizarem a retirada da areia. Tem semana que enchemos mais de 10 sacos”, informou o morador.

Remendos e barulho

“Essa via é totalmente remendada com o asfalto, pois nunca houve um recapeamento total. Antigamente, quando aparecia algum buraco, a prefeitura sempre vinha e o cobria, mas ultimamente nem isso eles têm realizado. Para não piorar a situação, tenho procurado pedras para colocar nesses buracos. A via recebe um grande fluxo de carreta e por conta disso os buracos têm sido mais frequentes, porém, sem manutenção, a situação só piora”, explicou o síndico.

De acordo com o empresário Augusto Nunes, também morador da via, a situação da areia e dos buracos colabora para que os bueiros desta área fiquem entupidos. Por conta disso, quando chove, a rua fica completamente alagada. “É buraco, é areia, é lixo: tudo colaborando para entupir nossos bueiros. Se chover, não temos nem condições de sair de casa, pois não sabemos onde estamos pisando com tanta água acumulada que fica na via. Fora isso, ninguém aqui mais dorme depois das 3h da manhã. As carretas passam com velocidade e fazem muito barulho, algo precisa ser feito para mudar esta situação”, afirmou Augusto Nunes.

Prefeitura promete vistoria

A Prefeitura de Manaus informou que departamento de operações e fiscalização do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans) enviará uma equipe para verificar a situação denunciada. A prefeitura reconheceu que cabe ao Manaustrans fiscalizar a circulação de veículos de cargas de maneira geral e disse que órgão faz fiscalizações. Resolução Contran diz que todas as cargas a granel devem ser cobertas. “Com base nisto, o Manaustrans faz constantemente junto ao Detran-AM a fiscalização de carretas”.

Em relação aos buracos, a prefeitura informou que via está no cronograma de obras da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) para execução. Sobre a areia na via e bueiros, apesar do relato e do registro fotográfico de A CRÍTICA da limpeza sendo  realizada por terceiros, a prefeitura afirmou que “mantém em toda a cidade (e isso inclui a área citada) equipes de limpeza que realizam a varrição das vias”. “A limpeza evita que esses dejetos deixem a cidade suja e entupam os bueiros”.

Meia década

Desde 2012, os moradores da rua Raimundo Nonato de Castro, antiga estrada da Jonasa, no bairro Santo Agostinho, Zona Oeste, sofrem com problemas ocasionados pelas caçambas que transitam na via sem a lona de proteção. Por conta disso, toda semana se cria um areal no local.

Publicidade
Publicidade