Sexta-feira, 26 de Abril de 2019
publicidade
publicidade
publicidade

COMBUSTÍVEIS

Caminhoneiros fazem carreata em Manaus em protesto contra alta dos combustíveis

Manifestação percorreu vias da Zona Oeste, também com a participação de motoristas de aplicativo e mototaxistas


27/05/2018 às 14:29

Caminhoneiros de Manaus iniciaram na tarde deste domingo (27) na capital amazonense mais um protesto contra o aumento nos preços dos combustíveis. Desta vez, eles fizeram uma carreata percorrendo vias da Zona Oeste da cidade, com a participação de motoristas de aplicativo e mototaxistas. Os manifestantes fizeram “buzinaço” e “apitaço” para chamar atenção e pediram a saída do presidente Michel Temer.

O representante dos caminhoneiros da Região Norte, Edmilson Aguiar, afirmou que mais de 200 pessoas participaram do ato. “Estamos com mais de 200 pessoas e afirmo mais uma vez que o nosso movimento não vai parar. Saímos da refinaria, mas continuamos na rua, na nossa casa e em todo o lugar. O que a gente não pode é ser culpado por esses aumentos abusivos. Não é a nossa culpa”, disse.

publicidade


Foto: Euzivaldo Queiroz

O ponto de partida foi o Complexo Turístico da Ponta Negra. Depois, eles percorreram a avenida Coronel Teixeira, pararam cerca de dez minutos em frente à sede do Governo do Estado, na avenida Brasil, Compensa, e seguiriam para a sede da Prefeitura de Manaus, também na av. Brasil. Questionado se o grupo pretende fazer outras manifestações durante a semana, Edmilson foi enfático. “Não vamos parar. Isso que posso lhe dizer”, completou.

Ontem (25), após receberem uma ordem da Justiça, os caminhoneiros liberaram a via de acesso à refinaria de Manaus, a Refinaria Isaac Sabbá (Reman), no Distrito Industrial, e o trecho da rodovia federal BR-174 que estavam interditados desde quinta-feira (24). A Polícia Rodoviária Federal (PRF), a Polícia Militar do Amazonas e o Exército participaram das negociações.

Entretanto, mesmo após saírem dos dois pontos de interdição, os caminhoneiros prometeram que continuariam com mais protestos pela cidade, inclusive, podendo parar o Porto do Chibatão, um dos principais portos da cidade, conforme disse um dos líderes do movimento grevista dos caminhoneiros da Região Norte, Edmilson Aguiar.


​Foto: Euzivaldo Queiroz

publicidade
publicidade
Distribuidoras terão que explicar aumentos no preço da gasolina em CPI dos Combustíveis
População protesta contra saída de policial denunciado por assédio sexual no AM
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.