Publicidade
Manaus
SEM INTERDIÇÃO

Caminhoneiros liberam estrada de refinaria de Manaus após ordem judicial

A reportagem esteve no local na manhã deste sábado (26) e não encontrou manifestantes. Segundo um caminhoneiro, a liberação aconteceu ontem antes da meia-noite 26/05/2018 às 07:58 - Atualizado em 26/05/2018 às 09:04
Amanda Guimarães e Álik Menezes Manaus (AM)

Caminhoneiros de Manaus liberaram na noite dessa sexta-feira (25) a via de acesso à refinaria de Manaus, Refinaria Isaac Sabbá (Reman), na estrada Marapatá, bairro Distrito Industrial, na Zona Sul da capital. A decisão aconteceu após o Exército e a Polícia Militar do Amazonas se prepararem para dar cumprimento neste sábado (26), à uma ordem da Justiça Federal de desobstrução de vias públicas, o que não foi mais necessário.

A reportagem do Portal A Crítica esteve na via de acesso à refinaria na manhã deste sábado (26) e não encontrou manifestantes. Perto de um posto BR, o caminhoneiro Valdinei Souza, de 39 anos, relatou que a categoria decidiu liberar a estrada Marapatá antes da meia-noite de ontem (25). 

"Falaram para nós que a via estava liberada e ontem já vim abastecer o meu caminhão. Fiquei na fila para abastecer e sai apenas por volta das 3h da manhã, porque a fila estava muito grande. Agora estou tentando abastecer novamente", disse o caminhoneiro, Valdinei.

Decisão do STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes também determinou na noite dessa sexta-feira (25) o desbloqueio das rodovias do país que foram paralisadas pelo movimento nacional da categoria. Ele atendeu a um pedido liminar feito pela Advocacia-Geral da União (AGU). 

Manifestação em Manaus

Um grupo de caminhoneiros estava na via de acesso à refinaria de Manaus desde quarta-feira (24), após aderir um protesto nacional contra a alta dos combustíveis. Ontem, eles também fecharam um trecho do Km 2 da rodovia federal BR-174, em Manaus, que liga a capital amazonense à Boa Vista. 

Publicidade
Publicidade