Quarta-feira, 19 de Junho de 2019
Manaus

Campanha contra a raiva chega a onze bairros de Manaus

Secretário Municipal de Saúde, Evandro Melo, pede que a população ajude os vacinadores contendo os animais na hora do trabalho



1.jpg Vacinação começou no dia 29 de outubro e se encerra no dia 16 de dezembro
27/11/2013 às 09:52

A campanha de Vacinação antirrábica comandada Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), da Prefeitura de Manaus, chegou esta semana a 11 bairros de Manaus: Monte das Oliveiras, conjunto João Paulo e Santa Etelvina, na Zona Norte; Parque 10 e União, Zona Centro-Sul; Jorge Teixeira, Nova Floresta, Tancredo Neves e João Paulo, Zona Leste; Compensa e Vila da Prata, na Zona Oeste.

A campanha municipal de vacinação animal foi iniciada no dia 29 de outubro e já imunizou um total de 112.906 animais, sendo 89.227 cães e 23.679 gatos. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) pretende vacinar 155.823 cães e 48.479 gatos, totalizando 204.302 animais. O encerramento da campanha está marcado para o dia 16 de dezembro.

A campanha está sendo executada por 120 equipes de vacinadores que estão visitando cada residência para vacinar os animais. “Os vacinadores estão identificados com a camisa e o colete de vacinador e solicitamos que a população ajude as equipes na contenção dos animais no momento da vacina”, recomenda Evandro Melo, lembrando que podem ser vacinados animais com mais de três meses de vida e que não estejam doentes.

Raiva
A raiva é uma doença grave causada por vírus do gênero Lyssavirus que ataca o sistema nervoso (cérebro, medula espinhal e nervos) dos mamíferos. O vírus é temporariamente eliminado principalmente pela saliva do animal doente e, geralmente, é transmitido quando o animal infectado morde, arranha profundamente ou lambe a pele lesionada de outro animal ou pessoa.

Os sintomas da Raiva podem demorar a aparecer, mas quando o vírus atinge o sistema nervoso do animal, este pode apresentar os seguintes sinais de forma progressiva e rápida: mudança brusca de comportamento (inquietação, andar sem rumo, agressividade e isolamento); cães e gatos apresentam “tiques” como se estivessem mordendo o ar; salivação abundante; dificuldades para engolir; fotofobia (aversão à luz); mudanças nos hábitos alimentares; e paralisia das patas traseiras.

Depois do início dos sintomas, os mamíferos normalmente adoecem e morrem, em média, em 10 dias. Por ser uma doença que pode ser transmitida dos animais para os seres humanos e por apresentar letalidade em 100% dos casos, a raiva é uma zoonose de grande importância na saúde pública.

Receba Novidades


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.