Publicidade
Manaus
Manaus

Campanha de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes ganha as ruas

Bandeiraços e distribuição de adesivos de alerta fizeram parte das ações do Governo do Estado e da Prefeitura de Manaus. Próxima atividade da campanha será na segunda-feira (18) 16/05/2015 às 17:15
Show 1
Ações da campanha continuam na segunda-feira (18)
acritica.com Manaus (AM)

As ruas de Manaus receberam neste sábado (16) as primeiras ações da nova Campanha Municipal de Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. As mobilizações ocorreram no Aleixo, na Bola do Produtor, Manoa, Porto da Ceasa e Compensa. As informações são das aecretarias municipal (Semcom) e estadual (Secom) de comunicação.

Promovida pela Prefeitura de Manaus, a campanha foi lançada na noite desta sexta-feira (15), na Minivila Olímpica do Coroado, zona Leste, quando a primeira-dama e secretária municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos, Goreth Garcia, alertou sobre o quantitativo de casos que o órgão vem recebendo. Apenas no mês de abril foram registrados, por meio dos telefones de denúncias, 250 casos relacionados à violação dos direitos de crianças e adolescentes.

“É preciso alertar as pessoas que relação sexual com adolescente é crime e deve ser punido. Vamos procurar combater isso juntos”, disse Goreth.

Na entrada do Manoa, Zona Norte, na manhã deste sábado, um bandeiraço chamou a atenção dos motoristas, que também receberam materiais informativos. Uma ação nos mesmos moldes ocorreu no Porto da Ceasa, no Distrito Industrial.   

A maior atividade do dia ocorreu em frente à Feira da Compensa, na Avenida Brasil, zona Oeste. No local, além da distribuição de ventarolas e adesivos, aconteceu um grande bandeiraço, seguido de adesivagem de veículos. Cinquenta servidores da Semmasdh participaram das ações deste sábado.

A diretora do Departamento de Direitos Humanos da Semmasdh, Luciana Farias, coordenou às atividades deste sábado e disse que já neste primeiro dia foi possível ver a atenção das pessoas à causa. “As pessoas nos deram muita atenção e nossos materiais de divulgação estão sendo bem aceitos. Só pela manhã conseguimos distribuir quatro mil ventarolas e cerca de três mil adesivos para colar em blusas. A população realmente participou das ações”, destacou.

A próxima atividade da campanha será na segunda-feira (18) - com uma grande caminhada na Manaus Moderna. A concentração será a partir das 8h, no Largo do Mestre Chico. A Caminhada terá início às 8h30 e seguirá até o Mercado Adolpho Lisboa, Centro. Além da Semmasdh, a Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania (Sejusc) e representantes de entidades ligadas à rede de proteção dos direitos de crianças e adolescentes participarão da ação.

Governo do Estado

O Governo do Estado também realizou ações nesta sábado. Até o dia 19 de maio a campanha também promoverá caminhadas pela cidade, com destaque para o “Dia D”, no dia 18, quando haverá grande caminhada no Centro de Manaus com do governador José Melo (Pros) e da primeira-dama, Edilene Melo.


A campanha acontece anualmente, é permanente e tem caráter educativo. “Informar a população é muito importante. Uma sociedade informada sobre a violência contra nossas crianças e adolescentes deve se unir para combater esse crime e o combate deve ser diário. Uma das formas é denunciar pelo Disque 100, por exemplo”, enfatiza a titular da Sejusc, Graça Prola.

Números

De janeiro a abril desse ano foram registrados em Manaus, 324 casos de violência sexual, sendo 26 do sexo masculino e 298 do sexo feminino, de acordo com dados da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA). No mesmo período de 2014, os números apontam 305 casos, sendo 39 do sexo masculino e 266 do sexo feminino. 

Estupro, tentativa de estupro, importunação ofensiva ao pudor, corrupção de menores e favorecimento da prostituição são os crimes de maior incidência e demonstram que ainda ocorrem com mais frequência no âmbito doméstico, tendo como agressor algum familiar da vítima. “Romper este ciclo de violência, ainda constitui um grande desafio, por isso temos que ficar atentos”, afirmou Graça Prola.

Publicidade
Publicidade