Sexta-feira, 27 de Novembro de 2020
MANAUS

Candidatos já declararam R$ 7,7 milhões em doações de campanha

Os candidatos Chico Preto (DC), Marcelo Amil (PCdoB) e David Almeida (Avante) ainda não publicaram as fontes de receita da campanha e nem valores



show_show_biometria-eleicoes_1AA3A469-106C-428F-ACB3-5B077FBB5A5B.jpg Foto: Divulgação
09/10/2020 às 18:26

Oito candidaturas à Prefeitura Municipal de Manaus (PMM) declararam até esta sexta-feira (9), R$ 7,7 milhões em recursos arrecadados de diversas fontes para uso em campanha eleitoral. Os candidatos Chico Preto (DC), Marcelo Amil (PCdoB) e David Almeida (Avante) ainda não publicaram as fontes de receita da campanha e nem valores.

O levantamento foi feito com base nos dados disponíveis na plataforma digital do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) DivulgaCand (Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais).



Entre os onze candidatos a prefeito de Manaus, Alfredo Nascimento que disputa pelo PL, é o que mais dispõe de valores para gastar com despesas de campanha. O ex-prefeito tem R$ 6 milhões à disposição de sua campanha, doados pela direção nacional do Partido Liberal.

Atualmente, Alfredo já gastou R$ 138 mil, mais que a verba de campanha de Capitão Alberto Neto (Republicanos) e Romero Reis (Novo), que juntos declararam quase R$ 98 mil em recursos para campanha.

Os gastos com serviços prestados por terceiros representam R$ 60 mil. Despesas com materiais impressos, impulsionamento de conteúdos, pagamento de pessoal, e locação de veículos somam R$ 78 mil.

Logo atrás vem o candidato do Partido dos Trabalhadores (PT), José Ricardo, que disputa a Prefeitura de Manaus pela segunda vez. Ricardo declarou à Justiça Eleitoral uma quantia de R$ 652 mil em recursos voltados para campanha. R$ 611 mil, 93% do total veio de uma doação do diretório nacional do PT. A segunda doação mais vultosa R$ 24,3 mil saiu do bolso do próprio candidato.

Do montante, até agora, José Ricardo já gastou R$ 56 mil em serviços advocatícios (R$10,7 mil), serviços contábeis (R$ 8,1 mil), combustíveis e lubrificantes (R$ 4,1 mil), baixas estimáveis recursos próprios (R$ 16,6 mil) e baixa estimáveis recursos pessoas físicas (R$ 16,4 mil).

O limite de gastos fixado pelo TSE é de R$ 10 milhões no primeiro turno e R$ 4 milhões para o segundo turno destas eleições municipais.

Ricardo Nicolau do PSD, que tem o maior tempo de propaganda eleitoral no rádio e televisão, recebeu uma doação legal do irmão e presidente do grupo Samel, Luís Alberto Nicolau, de R$ 500 mil. Luis Alberto Nicolau é o único doador da campanha do irmão. Do montante doado, 37% foi gasto em locação de imóveis, R$ 104 mil.

Amazonino Mendes fecha o ranking das candidaturas mais ricas. Mendes declarou R$ 470 mil de recursos voltados totalmente para despesas de campanha. O valor partiu de doações da direção estadual do PSL, ex partido do presidente Bolsonaro, R$ 410 mil e R$ 60 mil da direção municipal do Podemos.

A prestação de contas da campanha de Amazonino apresenta dados imprecisos. Amazonino declarou ter gasto R$ 1,4 milhão de R$ 470 mil arrecadados para campanha.

Candidaturas modestas

O candidato do PSTU, Gilberto Vasconcelos foi o que declarou a menor quantia para a sua campanha R$ 7 mil. A origem do valor é de uma doação da direção nacional do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado. O candidato ainda não apresentou o discriminado dos gastos da campanha.

Coronel Menezes do Patriota vai gastar R$ 12,5 mil com estratégias de campanha. Conforme o DivugaCand, a fonte dos recursos de Coronel Menezes é oriunda de uma doação de R$ 8,5 mil da CDB consultoria em gestão empresarial e tecnologia da informação. Além de uma outra doação no valor de R$ 4 mil de Fabiano Gustavo dos Santos Ozga.

Capitão Alberto Neto (Republicanos) declarou que vai gastar R$ 47,5 mil em atividades de promoção de sua campanha. A prestação de contas de Alberto apresenta dados incompletos sobre a origem dos recursos da campanha. Também não apresenta a concentração das despesas.

O candidato do Novo, Romero Reis, o mais rico entre os candidatos à Prefeitura, vai empenhar na campanha ao executivo municipal R$ 50 mil. Os recursos são do próprio Romero Reis. Até agora, o liberal gastou R$ 4 mil em criação e inclusão de páginas na internet.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.