Segunda-feira, 09 de Dezembro de 2019
FORTUNA ILEGAL

Carga de droga apreendida no Aeroclube de Manaus é avaliada em R$ 4 milhões

A polícia suspeita que parte do carregamento ficaria em Manaus e a outra  seria mandada para outros estados e quem sabe para o exterior



cachorro_03343479-16F2-4FC3-81C4-6070E5CCB10C.JPG Foto: Junio Matos
16/11/2019 às 14:33

A polícia já tem a identificação dos dois homens responsáveis pelo transporte de aproximadamente 700 quilos de entorpecentes que foram apreendidos nesta sexta-feira (15) em um avião de pequeno porte no Aeroclube de Manaus, situado na Av. Torquato Tapajós, Zona Centro-Sul da capital.

De acordo com o titular do Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc), Paulo Mavignier, os dois foram identificados como sendo o empresário dono do avião e o piloto. “Nós já estamos com a identificação deles e vamos representar pela prisão deles”, disse o delegado.



Mavignier disse ainda que a droga está avaliada em mais de R$ 4 milhões de reais e que as investigações já duravam seis meses. Na sexta-feira, com apoio de agentes da Receita Federal, do cão farejador Ondin, foi possível apreender a quantidade de droga que é composta de maconha do tipo skunk e cocaína.

A droga tem origem colombiana e pelas características da embalagem, pacotes de cores diferentes, trata-se de um consórcio onde vários traficantes se unem para pagar o transporte da mesma. A polícia suspeita que parte do carregamento ficaria em Manaus e a outra  seria mandada para outros estados e quem sabe para o exterior.

Conforme o delegado, a aeronave teria decolado do município de Fonte Boa, distante 600 quilômetros da capital, e teria aterrissado momentos antes da chegada da polícia, por volta das 15h, com a ajuda do cão Ondin foi verificado que havia droga na aeronave. Ao abri-la ficou confirmado que tratava-se de uma grande remessa de droga. Os traficantes usaram a capacidade máxima da embarcação do limite de carga.

“Estava literalmente até o bico de droga, porque encontramos droga no bico da aeronave próximo da hélice”, disse Mavignier.  Ao notarem a chegada da polícia o piloto e o proprietário da aeronave fugiram do local. O delegado disse que as investigações vão continuar para chegar aos demais envolvidos no tráfico. Até ontem o Denarc contabilizou  mais de 6,5 toneladas  de drogas apreendidas neste ano.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.