Domingo, 26 de Janeiro de 2020
Manaus

Carreta tomba ao bater em buraco no Distrito Industrial de Manaus

Cinco micro-ônibus alternativos, motociclistas e motoristas foram flagrados pegando a contramão da via para furar o congestionamento que se formou após o acidente



1.jpg Os buracos são problemas antigos enfrentados pelos moradores e industriários que transitam pelo Distrito Industrial de Manaus
21/11/2013 às 11:21

Para desviar de buracos, uma carreta tombou na Avenida Buriti, Zona Leste de Manaus, no fim da tarde desta quarta-feira (20) e gerou transtornos aos motoristas que passavam no local. O acidente gerou congestionamento, briga e infrações de trânsito. Os moradores e motoristas da área prometem fazer novas manifestações para reivindicar obras na via, que é uma das principais do Distrito Industrial de Manaus.  Eles pretendem fazer um protesto durante a Feira Internacional da Amazônia (FIAM). 

Segundo moradores de um residencial próximo ao local do acidente, pequenos acidentes similares são comuns na área devido aos buracos que chegaram a ser tapados, mas reaparecem com erosão causada pelas chuvas e desgaste natural.



De acordo com o motorista da carreta que pertence à empresa ATR Transportes, de placas BXF-1464, ele estava na via pública quando bateu na cratera e para não atingir um carro que trafegava ao lado, ele jogou o veículo para o meio fio e tombou com o desnivelamento da via. “Eu estava a caminho da empresa quando tentei desviar do buraco, mas bati na cratera e ia tombando em cima de um carro. Imediatamente joguei a carreta para o meio e tombamos no meio fio que é mais alto do lado sentido centro-bairro”, declarou.



Ninguém ficou ferido e um guincho da empresa foi chamado para retirar a carreta do local, que teve a barra de direção quebrada após bater no buraco. Após o acidente, o trânsito ficou prejudicado no local por cerca de duas horas.  

Briga e infrações de trânsito

Um taxista da cooperativa Tucuxi Rádio Táxi, de placas tentou desviar da carreta e bateu na lateral do ônibus da linha 680, que pertence à empresa Global Green.O taxista aparentemente nervoso saiu do veículo e quebrou o vidro localizado ao lado do motorista com um murro e os dois começaram uma discussão, que só terminou após o taxista perceber a presença da equipe de reportagem de A Crítica no local. Ambos não quiseram falar com a imprensa.



Aproximadamente cinco micro-ônibus alternativos foram flagrados pegando a contramão da via para furar o congestionamento que se formou após o acidente, além de motociclistas e motoristas de veículos de passeio que tentaram dar um ‘jeitinho’ para chegar mais cedo em casa.

De acordo com o agente de trânsito Wildes, a infração é considerada grave pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e pode acarretar na perda de cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Agentes do Instituto de Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito de Manaus (Manaustrans) foram acionados e orientavam os motoristas que passaram pela avenida na hora do acidente.

 Manifestação prevista

Moradores e industriários  estão indignados com os buracos em uma das principais avenidas do Distrito Industrial de Manaus (PIM) e prometem realizar um grande protesto na próxima sexta-feira (22). Eles prometeram ainda que vão invadir a Feira Internacional da Amazônia (FIAM). A Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

Segundo a moradora do Conjunto Eliza Miranda I, Patrícia Pereira, o descaso das autoridades públicas na área é antigo e várias manifestações já foram realizadas pela população.

“Sofremos com o descaso no Distrito, a buraqueira está em toda a avenida e ninguém faz nada para resolver o problema. Estávamos em uma reunião quando soubemos que a carreta havia tombado. Ainda bem que não foi grave, mas já houve várias vítimas fatais em outros acidentes”, disse.

A manifestação deve se iniciar as 5h30 e seguir durante toda a manhã. Os líderes comunitários prometeram levar cartazes e fazer um aniversário simbólico dos buracos, que chegaram a ser tapados no início do ano, porém reapareceram devido ao desgaste da movimentação dos veículos e intensificados no período de chuvas.

Em 2012, industriários e moradores chegaram a comparar cimento para cobrir os buracos nas vias. A equipe de reportagem tentou entrar em contato com a Suframa pelos telefones 33**-**38 e 84**-**40, mas não obtivemos sucesso.

Veja imagens do do flagra e do acidente


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.