Domingo, 25 de Outubro de 2020
Manaus

Casa correr risco de desabar após deslizamento de terra na Zona Oeste de Manaus

O deslizamento pegou de surpresa a família que mora no local, eles comemoravam o aniversário de 8 anos de uma criança. Nenhuma das aproximadamente 15 pessoas que estavam na residência ficou ferida



1.jpg Casa ficou mais vulnerável depois de deslizamento. O susto da família foi grande
21/04/2013 às 21:20

Uma casa localizada no Beco Castelo Branco, bairro Compensa II, Zona Oeste de Manaus, corre o risco de desabar, após um deslizamento de terra no barranco onde o imóvel está instalado. O incidente aconteceu devido à intensa chuva que cai em Manaus durante todo este domingo (21).

O deslizamento pegou de surpresa a família que mora no local, eles comemoravam o aniversário de 8 anos de uma criança. Nenhuma das aproximadamente 15 pessoas que estavam na residência ficou ferida, mas os proprietários tiveram danos materiais, já que eletrodomésticos foram quebrados.



Os donos da casa disseram que acionaram o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil do Município, mas reclamaram da demora no atendimento dos órgãos.

Com medo de desabamento, a família retirou com a ajuda de vizinhos e parentes o que restou de seus bens.

Promessa

Os proprietários da casa, disseram à reportagem do Jornal A Crítica que em maio de 2012 um deslizamento também atingiu o lugar, e que receberam da Defesa Civil do Município a promessa de serem retirados da área de risco, mas que passado praticamente um ano, nada foi feito.

A chuva forte que caiu sobre Manaus na tarde deste domingo também deixou vias alagadas e interditadas como a João Valério e a Maceió , em Adrianópolis, a avenida Constantino Nery e a rua Luis Antony.  No bairro Santo Antônio, muitas ruas também ficaram alagadas.

*Com informações do Jornalista Nelson Brilhante


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.