Segunda-feira, 24 de Junho de 2019
Manaus

Casal é brutalmente assassinado na frente dos dois filhos em sítio no ramal do Pau Rosa, na BR-174

Vítimas trabalhavam como caseiros em sítio e brigaram com três homens que tentaram invadir a propriedade. Trio fez ameaças e voltou para matá-los



1.jpg Esposo foi morto com 20 facadas e a companheira torturada, espancada, estrangulada e estuprada
10/05/2015 às 13:00

Um crime bárbaro chocou moradores do Ramal do Pau Rosa, na manhã de sábado (9). Um casal foi cruelmente assassinado por três homens em um sítio, na comunidade Novo Amanhecer, localizado no quilômetro 21 da BR 174 (Manaus – Boa Vista). José Fagner de Oliveira, de 30 anos, foi morto com, pelo menos, 20 facadas no peito, abdômen e pescoço e a companheira Gracieide Cardoso da Silva, de 21, foi torturada, espancada e estrangulada.

Há a suspeita de que ela foi também estuprada pelos suspeitos, porém esta hipótese ainda está sendo investigada pela Polícia Civil. De acordo com a Polícia Militar, três homens não identificados invadiram a residência e detiveram o caso e os filhos, um de seis e outro de dez anos de idade. A mulher foi contida pelos criminosos e arrastada para fora da casa, onde foi abusada e espancada. Pedaços de madeira foram encontrados na genitália.

José também foi arrastado para o quintal do sítio, onde foi golpeado com mais de 20 facadas. A maioria dos golpes atingiu a região do tórax. O corpo dele foi encontrado ao lado da residência, enquanto o da mulher foi achado boiando ao lado da casa. Uma mensagem escrita na areia continha dizeres de uma suposta dívida. A polícia investiga se o crime tem relação com acerto de contas motivado por dívida ou rixa.

O filho do casal de 10 anos teria presenciado toda a ação dos criminosos. Consta no relatório do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), as vítimas trabalhavam como caseiros do sítio e, segundo relatos de parentes, no dia anterior ao crime, três homens teriam tentado passar por dentro do sítio, quando foram advertidos pelo casal. Injuriados, o trio ameaçou os dois, dizendo que retornaria a noite para matá-los.

Ainda segundo registro da Polícia Militar, uma guarnição da 20ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) realizou buscas pelas redondezas, onde por volta de 14h30, um homem suspeito de cometer o crime foi localizado e encaminhado ao 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), na Ponta Negra, Zona Oeste da cidade. Ele foi entregue ao delegado Ricardo que, em seguida, já iniciou o procedimento de reconhecimento.

Conforme a Polícia Militar, o filho das vítimas não reconheceu o suspeito como sendo um dos que mataram seus pais. A assessoria de imprensa da Polícia Civil não soube informar se havia um suspeito preso por conta desse crime. O duplo homicídio será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.