Publicidade
Manaus
Manaus

Casal é preso suspeito de torturar, matar a facadas e enterrar jovem

Crime ocorreu em dezembro do ano passado e foi motivado porque a vítima teria furtado um revólver dos assassinos 29/07/2015 às 17:58
Show 1
Ruth e Eduardo foram apresentados à imprensa na sede do 15º DIP
Joana Queiroz Manaus

O casal Ruth Helena do Rosário Gomes, 28, e Eduardo Castilho Ferreira, 21, o “Big Bull”, foi preso na tarde de ontem, terça (28), em Manaus, suspeitos de serem os autores da morte da estudante Mayara Rodrigues Dias, 22, e, assassinada em dezembro do ano passado.

Os dois foram presos em suas casas por policiais da Delegacia de Homicídios e Sequestros (DEHS) e do 15º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no bairro João Paulo II e no bairro Monte das Oliveiras, Zona Norte, em cumprimento de mandado de prisão.

De acordo com a delegada Sancha Sodré, da DEHS, o crime aconteceu no inicio do mês de dezembro do ano passado, quando a vitima desapareceu.  O corpo foi encontrado em janeiro deste ano em adiantado estado de decomposição.

Os dois confessaram o crime e disseram que mataram a moça porque ela havia furtado um revolver calibre 38 pertencente a “Big Bull”. Segundo a delegada Sancha Sodré polícia, a vítima foi torturada, morta a facadas e o corpo enterrado.

O casal foi iniciado pelos crimes de homicídio e ocultação de cadáver e serão levados para a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus, após os procedimentos legais. Lá eles ficarão à disposição da Justiça.

Publicidade
Publicidade