Publicidade
Manaus
Manaus

Casal pistoleiro que cobrava até R$ 500 para matar vítimas é preso momentos antes de crime

Parceiros de bala, “Rico” e “Loira do Crime” foram capturados quando se preparavam para assassinar nova vítima. Eles estava à serviço para a FDN, segundo a polícia 29/10/2015 às 10:14
Show 1
Letícia Barbosa Castro, 22, a “Loira do Crime”, e Marcelo Henrique Coelho, 24, o “Rico”
Joana Queiroz e Vinicius Leal Manaus

Marcelo Henrique Coelho, 24, o “Rico”, e Letícia Barbosa Castro, 22, a “Loira do Crime”, foram presos pela polícia ontem (28), em Manaus, por tentativa de homicídio. Eles foram capturados momentos antes de assassinarem uma pessoa. Junto com eles foi apreendido um adolescente de 17 anos.

O casal pistoleiro cobrava cerca de R$ 500 por cada crime encomendado, conforme divulgou a Polícia Civil. Os dois parceiros de bala foram presos por policiais do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO). Com a prisão, a polícia conseguiu impedir que mais uma vítima fosse assassinada por eles.

A pessoa que seria morta por “Rico” e Loira” não teve o nome divulgado, mas seria um desafeto de um membro da facção criminosa Família do Norte (FDN), organização envolvida com tráfico de drogas e homicídios em Manaus. A vítima estaria roubando e migrando para o tráfico, e isso teria irritado o mandante do crime.

O assassinato aconteceria na avenida Liberdade, bairro Terra Nova, Zona Norte de Manaus. Entretanto, a polícia recebeu uma denúncia anônima e conseguiu impedir o homicídio a tempo.

O adolescente de 17 anos apreendido estava com o casal de pistoleiros no momento da prisão e, segundo o delegado Rafael Allemand, do DRCO, o jovem conhecia a vítima e estava ajudando o casal de pistoleiros a chegar até o alvo do homicídio. Por esse motivo, o adolescente foi apreendido.

Além disso, a polícia apreendeu uma motocicleta e dois revólveres calibre 38. Segundo a polícia, Marcelo já matou cinco pessoas e Letícia já assassinou duas. A polícia confirmou que os dois eram parceiro, mas não são namorados ou casados. Eles foram autuados por tentativa de homicídio. 

Publicidade
Publicidade