Domingo, 23 de Janeiro de 2022
Saúde

Casos de malária em Manaus reduzem 15,3% neste ano

Somente de janeiro a outubro deste ano foram registrados 3.669 casos da doença



malaria_19249_l_1D0184DF-C5B3-4A72-B26D-44812D920CCF.jpg Foto: Reprodução
06/11/2021 às 20:03

De acordo com dados da Prefeitura de Manaus, entre janeiro e outubro de 2021, a capital do Estado registrou 3.669 casos de malária. Isso representa uma redução de 15,3% nos casos em comparação com o mesmo período do ano passado, quando houve 4.310 notificações da doença.

"As ações são realizadas o ano todo, com monitoramento permanente de casos suspeitos e das áreas de risco, com oferta de exames, acompanhamento médico, dispensação de medicamentos e as ações de controle vetorial,  além do trabalho das equipes de Educação em Saúde que atuam nas zonas Norte, Sul, Leste, Oeste e Rural, orientando a população sobre as medidas de proteção. E a Semsa vem mantendo esse trabalho buscando reduzir os casos ano a ano para que, assim, seja possível até erradicar a doença ou reduzir ao máximo os casos", ressaltou Shádia Fraxe, secretária municipal de Saúde.

Para reduzir casos de malária, as equipes de saúde da Semsa focam o trabalho no diagnóstico precoce e tratamento em tempo oportuno; na busca ativa de casos em domicílio para diagnóstico precoce nas áreas de transmissão ativa; e Controle Vetorial com tratamento químico nas áreas de transmissão e biológico no caso de possíveis criadouros com biolarvicida; aspersão espacial com utilização de inseticidas visando a eliminação do vetor infectado; e reposição e monitoramento de mosquiteiros impregnados com substância específica de longa duração em localidades da área rural com maior transmissão da doença.

Sobre a doença

A malária é uma doença infecciosa febril aguda, causada por protozoários do tipo plasmodium, transmitidos pela fêmea infectada do mosquito Anopheles. Além de febre alta, o paciente pode apresentar sintomas como calafrios, tremores, sudorese (suor excessivo) e dor de cabeça, e em alguns casos podem surgir náuseas, vômitos, cansaço e falta de apetite.

Ao apresentar sintomas da doença, o paciente deve procurar uma das unidades de saúde ou laboratório de referência para atendimento de casos suspeitos de malária. Atualmente, o município de Manaus conta com 109 unidades ativas, estaduais e municipais, que realizam os exames e a notificação de casos de malária. A lista com o endereço das unidades municipais pode ser acessada no site da Semsa (semsa.manaus.am.gov.br).



News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.