Publicidade
Manaus
Manaus

Cédula de R$ 2 com nomes de traficantes e sangue é encontrada junto a corpo de homem

“300, Marcos, Pará, Naldo, Bairro da União, Salve Chester” estavam na nota de dinheiro achada com corpo de homem morto com seis tiros. Havia vestígio de sangue no papel 15/09/2015 às 15:02
Show 1
Nota de dinheiro foi recolhida e será analisada pela perícia da Polícia Civil
Joana Queiroz Manaus

O corpo de um homem foi achado na madrugada desta terça-feira (15) em Manaus, por volta das 3h, na rua Jaithy Chaves, na Colônia Japonesa. Junto do corpo foi encontrada uma nota de R$ 2 com palavras alusivas a uma facção criminosa da cidade.

A vítima ainda não foi identificada, estava com os pés e mãos amarrados e tinha seis perfurações de arma de fogo pelo corpo. Segundo peritos da Polícia Civil, os tiros teriam sido feitos a partir de uma pistola de calibre ponto 40, que é de uso exclusivo das polícias Civil, Militar e Rodoviária Federal.

A cédula de dinheiro tinha também vestígios de sangue, provavelmente da vítima – mas isso só será confirmado através da perícia. Na nota estavam escritos à caneta as palavras “300” (Espartanos), “Marcos”, “Pará”, “Naldo”, “Bairro da União” e “Salve Chester”. As palavras têm forte relação uma com a outra.

Palavras

“300 Espartanos” é a facção criminosa criada no “Bairro da União” pelos traficantes de droga Ronairon Moreira Negreiros, 31 – que está preso, e por Winchester Uchoa Cardoso, o “Chester”, 35, que foi morto decapitado no dia 6 de julho deste ano.

A frase “Salve Chester” seria uma demonstração de respeito a Winchester e “Marcos Pará” seria Marcos Roberto Miranda, outro traficante de Manaus. O significado das palavras e a associação delas com o assassinato do homem ainda serão investigados pela Polícia Civil do Amazonas.

Publicidade
Publicidade