Quinta-feira, 23 de Maio de 2019
SEGURANÇA

Celulares, drogas, armas artesanais e dinheiro encontrados em revista em presídio

Revista foi a primeira realizada desde que o Centro de Detenção Provisória Masculino foi liberado para receber visitantes, no último fim de semana



IMG_3325.JPG
Materiais proibidos foram encontrados na manhã desta quinta-feira (Foto: Divulgação)
26/01/2017 às 14:03

Uma revista realizada na manhã desta quinta-feira no Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM) 14 celulares, 56 estoques, 16 marteletes, 115 trouxinhas de entorpecentes e R$ 500 em espécie. A contagem de presos feita na unidade indicou que a população carcerária atual é de 1.194 internos. A ação foi realizada pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e a Polícia Militar do Amazonas (PMA) após a unidade ter sido liberada para receber visitantes nos dias 21 e 22 de janeiro.

De acordo com o secretário de Estado de Administração Penitenciária, tenente coronel da PM, Cleitman Coelho, a contagem de presos e revistas em internos e familiares foram às primeiras medidas adotadas pela nova gestão para reforçar os procedimentos de combate à entrada de materiais proibidos na unidade. Essa é a primeira revista realizada no CDPM desde que o tenente coronel Cleitman assumiu o secretariado da Seap.

“Precisamos atacar a origem do problema, estamos intensificando as revistas também com familiares, seja na entrega de alimentos durante a semana como nos dias de visitas no final de semana, a exemplo do que aconteceu ontem quando apreendemos entorpecentes no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj). Vamos continuar atuando constantemente nas unidades e retirando tudo que é proibido”, disse o secretário.

O procedimento contou com um efetivo de 135 policiais militares do Comando de Policiamento Especializado (CPE), servidores da Seap e Umanizzare Gestão Prisional. 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.