Publicidade
Manaus
Manaus

Cerca de 30 mil pessoas participam da celebração de Corpus Christi, no Centro

Procissão pela avenida Eduardo Ribeiro terminou num grande ato de fé, depois de missa celebrada na Praça do Congresso, liderada pelo arcebispo de Manaus Dom Sérgio Castriani 04/06/2015 às 20:22
Show 1
Cerca de 30 mil pessoas foram até o Centro de Manaus conferir a missa do feriado religioso
Naferson Cruz Manaus (AM)

Cerca de 30 mil pessoas, segundo estimativa da Arquidiocese de Manaus, participaram da homenagem ao dia de Corpus Christi no final da tarde desta quinta-feira (4). A missa, que faz parte da festa do Corpo e Sangue de Jesus Cristo, teve início às 17h com missa na Praça do Congresso, no Centro da capital. 

De lá, os fiéis seguiram em procissão até a avenida Eduardo Ribeiro, onde ocorreu uma “Adoração Eucarística”. O arcebispo de Manaus, Dom Sérgio Castriani, esteve à frente da solenidade. O pároco de Catedral Metropolitana de Manaus, padre Charles Cunha, reforçou a importância da celebração para os cristãos.

“Corpus Christi, para nós católicos, é um sinal de amor, o grande amor que Cristo tem por nós. É um momento ímpar para o cristão professar a fé, sair às ruas e mostrar que Jesus está vivo”, destacou.


Para a comerciante Franci Andrade, 47, que participa todo ano da procissão, a celebração de Corpus Christi é a ocasião para “refletir sobre nossas vidas, sobre nossas ações e agradecermos”.

O empresário João Aquino da Silva, 56,  que também esteve entre os fiéis na missa, disse que a grande verdade é que todos os  católicos, evangélicos e seguidores de outras denominações são  irmãos em Cristo. “Hoje, portanto, para mim, foi um momento importante de renovaçao da fé. Sai daqui revigorado”, comentou. 

Tradição cristã

Na Arquidiocese de Manaus a procissão é realizada há mais de 100 anos e faz parte da tradição cristã dos fiéis. Este ano, a celebração recordou o 9º Congresso Eucarístico que aconteceu em Manaus em julho de 1975, com o tema “Repartir o Pão”.


Trânsito

Durante o evento, o trecho da rua Ramos Ferreira, entre a rua Tapajós e a rua Ferreira Pena, foi interditado, para a concentração dos fiéis. A avenida Eduardo Ribeiro e as ruas Sete de Setembro e Saldanha Marinho, foram fechadas para a montagem do palco da missa.

Trinta agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) atuaram no controle do trânsito que possibilitou a fluidez de veículos, a segurança dos fiéis e dos demais usuários das vias.


Publicidade
Publicidade