Publicidade
Manaus
SAÚDE

Chapot Prevost prepara-se para receber título de ‘Hospital Amigo da Criança’

Unidade de saúde iniciou curso para servidores na última quinta-feira (19) que vai resultar no selo IHAC, conferido pelo Ministério da Saúde 22/07/2018 às 14:47
Show maternidade chapot prevost
(Foto: Reprodução)
acritica.com Manaus (AM)

Servidores do Hospital e Maternidade Chapot Prevost, unidade vinculada à Secretaria de Estado de Saúde (Susam), localizada na zona Leste de Manaus, iniciaram na última quinta-feira (19) um curso para implantar na unidade a Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC). A IHAC é um selo de qualidade conferido pelo Ministério da Saúde aos hospitais que cumprem os “Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno”, instituídos pelo Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Além de conhecimentos sobre aleitamento materno, no I Curso de Multiplicadores para implantação da IHAC, as equipes da maternidade Chapot Prevost recebem informações sobre a importância do cuidado respeitoso e humanizado à mulher durante o pré-parto, parto e o pós-parto, e de garantir livre acesso à mãe e ao pai e permanência deles junto ao recém-nascido internado, durante 24 horas.

“São conhecimentos importantes que fazem a diferença no serviço que as nossas maternidades oferecem a população”, destaca o secretário de estado de Saúde, Francisco Deodato.

De acordo com o Ministério da Saúde, bebês que nascem em Hospital Amigo da Criança têm menos chance de sofrer intervenções desnecessárias logo após o parto, como aspiração das vias aéreas, uso de oxigênio inalatório e uso de incubadora. O contato pele a pele com a mãe logo após o nascimento, a amamentação na primeira hora de vida, ainda na sala de parto, e o alojamento conjunto também ocorre com mais frequência em Hospitais Amigos da Criança do que em maternidades que não têm o título.

Atualmente, sete maternidades da rede estadual possuem o título de “Hospital Amigo da Criança”: Ana Braga, Nazira Daou, Balbina Mestrinho, Dona Lindu, Azilda Marreiro e Alvorada, em Manaus, e Maternidade Vó Mundoca, em Borba. A Maternidade Moura Tapajós, gerenciada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), também tem a certificação.

Uma das metas da nova gestão da Susam para 2018 é certificar mais duas unidades em 2018: o Hospital e Maternidade Chapot Prevost, em Manaus, e o Hospital Regional de Tefé, no interior do Estado. Para isso, as equipes técnicas destas unidades estão sendo capacitadas.

“Os resultados das capacitações refletem na saúde e desenvolvimento saudável das crianças, além de contribuir para a qualidade do serviço e motivação da equipe das maternidades”, ressalta a coordenadora Estadual de Saúde da Criança da Susam, Katherine Benevides.

Desde 1992, o Ministério da Saúde e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) certificam na Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC) instituições de saúde públicas e privadas que cumprem os “Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno”, o “Cuidado Amigo da Mulher” e uma série de outros requisitos que buscam a adequada atenção à saúde da criança e da mulher. Os hospitais certificados recebem uma placa que é fixada na entrada da maternidade.

Dez passos para ser ‘amigo da criança’

1 – Ter uma norma escrita sobre aleitamento materno, que deve ser rotineiramente transmitida a toda a equipe do serviço.

2 – Treinar toda a equipe, capacitando-a para implementar essa norma.

3 – Informar todas as gestantes atendidas sobre as vantagens e o manejo da amamentação.

4 – Ajudar a mãe a iniciar a amamentação na primeira meia hora após o parto.

5 – Mostrar às mães como amamentar e como manter a lactação, mesmo se vierem a ser separadas de seus filhos.

6 – Não dar a recém-nascido nenhum outro alimento ou bebida além do leite materno, a não ser que tenha indicação clínica.

7 – Praticar o alojamento conjunto – permitir que mães e bebês permaneçam juntos 24 horas por dia.

8 – Encorajar a amamentação sob livre demanda.

9 – Não dar bicos artificiais ou chupetas a crianças amamentadas.

10 – Encorajar o estabelecimento de grupos de apoio à amamentação, para onde as mães devem ser encaminhadas por ocasião da alta hospitalar.

Publicidade
Publicidade