Quinta-feira, 23 de Maio de 2019
POSSE

Chefes dos poderes do Estado se esquivam da posse do prefeito Artur Neto

Governador e presidente da ALE enviarão representantes para a cerimônia da posse do prefeito de Manaus



1177923.JPG
Governador José Melo e o prefeito Artur Neto marcharam juntos na eleição de 2014, mas romperam no pleito deste ano (Foto: Euzivaldo Queiroz)
01/01/2017 às 05:00

Dos três chefes de poderes do Amazonas, apenas um irá à solenidade de posse do prefeito Artur Neto (PSDB) neste domingo (1º) – o presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), desembargador Flávio Pascarelli. Adversários do tucano na eleição deste ano, o governador José Melo (Pros) e o presidente da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), deputado Josué Neto (PSD), mandarão representantes para o evento.

A posse ocorrerá no Teatro Amazonas, Centro de Manaus, às 16h. Além do prefeito, o vice-prefeito, Marcos Rotta (PMDB) e os 41 vereadores da 17ª legislatura da Câmara Municipal de Manaus (CMM) serão empossados.

De acordo com a Secretaria de Comunicação do Estado (Secom), o representante do Executivo Estadual na solenidade será o chefe da Casa Civil, José Alves Pacífico e o da Assembleia Legislativa, o 2° vice-presidente, deputado David Almeida (PSD), eleito presidente da ALE-AM para o biênio 2017-2018.

Em entrevista ao jornal A CRÍTICA em dezembro, José Melo afirmou que terá uma relação institucional com o chefe do executivo municipal. “Eu tenho vários investimentos que vou fazer em Manaus. Desses R$ 300 milhões, R$ 150 milhões vou aplicar na cidade. O meu governo continuará cumprindo os compromissos com a cidade. O prefeito vai cuidar das coisas dele pra lá e eu vou cuidar da cidade de Manaus pra cá. Eu perdi a eleição no interior do Estado no primeiro turno e ganhei em Manaus. Dos 173 mil votos que tive de diferença para o Eduardo Braga, 168 mil foi a cidade de Manaus que me deu. Vou honrar esses compromissos todos. Mas do meu jeito, com os meus caminhos. E os outros que sigam o caminho deles”, declarou Melo à época.

Além de Pascarelli, o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), conselheiro Ari Moutinho Júnior, confirmou presença na posse de Artur. O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), desembargador Yedo Simões, enviará um representante para a cerimônia.

Solenidade

De acordo com a assessoria de comunicação da CMM, a solenidade de posse será presidida pelo presidente do Legislativo municipal, vereador Wilker Barreto (PHS).

O parlamentar fará a abertura oficial da sessão com a chamada de presença de cada um dos vereadores eleitos. Em seguida, procederá a tomada do compromisso solene individual, em que os eleitos assinam o termo de posse e fazem o juramento.

Após a posse dos vereadores e composição da mesa com as autoridades, o presidente iniciará a cerimônia de posse do prefeito eleito Arthur Neto (PSDB), que assinará o livro da posse e fará o juramento solene. Em seguida, Wilker dará posse ao vice-prefeito eleito Marcos Rotta (PMDB). No ato, somente o prefeito fará um pronunciamento.

CMM define seus novos dirigentes

Após a posse do prefeito, vice-prefeito e vereadores, ocorrerá na Câmara Municipal de Manaus (CMM) a eleição da nova Mesa Diretora para o biênio 2017-2018.

A chapa governista já aprovada pelo prefeito Artur Neto tem Wilker Barreto novamente para o cargo de presidente. Felipe Souza (PTN) será o 2° vice-presidente. O vereador Reizo Castelo Branco (PTB) concorre a 2° vice-presidente.

O vereador novato Fred Mota (PR) vai ocupar o cargo de 3° vice-presidente, no lugar de Amauri Colares, do PRB, que não foi reeleito. Glória Carratte (PRP) além de ser a única representante da bancada feminina na chapa governista, também é a única que concorrerá ao mesmo cargo – secretária-geral.

O Missionário André (PTC) concorre ao cargo de 1° secretário, posto ocupado por Isaac Tayah (PSDC), que desceu para 2° secretário. Carlos Portta do PSB será o 3° secretário, no lugar de Francisco Jornada (PSD), que não foi reeleito. O vereador Ewerton Wanderley (PPL) será o ouvidor, no lugar de Jairo da Vical (Pros), que não se reelegeu. Diego Afonso, que estreia na CMM, concorre a corregedor no lugar de Alonso Oliveira (PTN), também derrotado na eleição. O vereador Chico Preto disse que concorrerá a presidente.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.