Publicidade
Manaus
TRANSTORNOS

Chuva causa desabamentos, falta de energia e deixa bairros sem água encanada

Somente até as 9h desta segunda-feira, já havia chovido mais de 70% de todo o volume de chuvas registrado ao longo de todo o mês de novembro 21/11/2016 às 10:08 - Atualizado em 21/11/2016 às 12:15
Show whatsapp image 2016 11 21 at 10.01.28
Usuários de transporte coletivo esperam ônibus em área descoberta da Avenida Getúlio Vargas (Foto: Winnetou Almeida)
acritica.com Manaus (AM)

A forte chuva que atinge Manaus na manhã desta segunda-feira  afetou a distribuição de energia elétrica, deixou pelo menos dez áreas da cidade sem fornecimento de água e causou oito ocorrências até as 9h, conforme dados da Defesa Civil.

De acordo com dados da Estação Automático do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) foram registrados, até as 9h, 64,4 milímetros de chuva, o equivalente a mais de 70% de tudo que já havia sido registrado em precipitações durante todo o mês. Até ontem, desde o dia 1º de novembro, havia chovido  91,2 milímetros.

O intenso volume de água causou três alagamentos, conforme a Defesa Civil, nas ruas Duque de Caxias, na Praça 14, na Rua 11, no Jardim de Versalles, zona Oeste de Manaus, e na Joaquim Nabuco, no Centro. Houve também um desabamento parcial de uma casa na Rua Luiz Antony, também no Centro de Manaus, dois desabamentos de muro na zoa oeste e duas casas sob risco de desabar, na Praça 14 e no bairro Presidente Vargas. A casa do bairro Presidente Vargas fica no Beco São Domingos e foi construída em área de igarapé.  

Devido à correnteza do igarapé que corre por baixo do imóvel, parte do chão da casa tombou. O local foi interditado pela Defesa Civil do município. 

Uma das moradoras da casa, Ane Thássia Monteiro, contou que é a primeira vez que algo do tipo afeta a estrutura da residência. "O meu marido estava aqui na hora e ficou muito assustado. Tenho um filho de três anos e vamos ter que sair agora porque é um risco que todos nós corremos", disse ela. 

Outra moradora, a costureira Jacira Morais, 53, disse que todos os populares enfrentam a burocracia de serem beneficiados pelo programa Prosamim. "Toda vez que vou lá dizem que é pra eu ficar porque senão vou perder o benefício. Acontece que se acontecer algo pior eles não vão fazer nada. Eu tenho medo aqui".

Foto: Euzivaldo Queiroz

A falta de energia que atingiu bairros da zona Oeste e Centro-Oeste de Manaus desde a madrugada também acabou por afetar o abastecimento de água na cidade. De acordo com nota da Manaus Ambiental, houve interrupção na Estação de Tratamento III do Complexo da Ponta do Ismael, responsável pelo abastecimento de água em bairros da zona Norte e também oeste. Com isso, as regiões do Campos Elíseos, Eduardo Gomes, Colônia Santo Antônio, Monte das Oliveiras, Nova Cidade, Conjunto Carlos Braga, Terra Nova III, Cidade Nova, Santa Etelvina e Francisca Mendes estão sem água encanada.

Publicidade
Publicidade