Publicidade
Manaus
tempestade

Chuva causa deslizamentos de terra, alagações e isolamento de pessoas

A Defesa Civil do município e os Bombeiros registraram mais de 30 ocorrências em diversos bairros da capital. O Corpo de Bombeiros chegou a usar botes para resgatar pessoas ilhadas em inundação 12/04/2016 às 09:43 - Atualizado em 12/04/2016 às 12:24
Show chuva
A chuva iniciou por volta das 6h desta terça-feira (foto: Victor Affonso)
Silane Souza Manaus (AM)

A chuva que começou a cair nesta terça-feira (12), por volta das 6h, provocou diversos transtornos à população de Manaus. Até as 11h, a Defesa Civil do município registrou mais de 25 ocorrências, entre  desabamento de muro, deslizamento de barranco e diversos alagamento de ruas.

De acordo com registros do órgão, uma casa desabou na rua Japurazinho do bairro Nossa Senhora de Fátima, na Zona Norte. A informação é que não houve vítimas. Uma equipe da Defesa Civil atendeu a ocorrência e fez o cadastro da família. A Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos já foi acionada para atendimento social. A família está abrigada na casa de vizinhos.

Também ocorreram deslizamento de barranco nas ruas Adalto Fernandes, no bairro Amazonino Mendes, e Tuere, na Colônia Terra Nova. Também foi registrado o desabamento de um muro na rua 15, no bairro Alfredo Nascimento.

Ainda no bairro Nossa Senhora de Fátima foi registrado um desabamento parcial de casa na rua Pavões. A moradora disse que parte da estrutura do imóvel tombou. Ainda por telefone a moradora foi orientada a sair da casa e uma equipe da Defesa Civil já foi enviada para o local.

Além desses, foram registrados deslizamentos de barrancos no Canaranas e Riacho Doce; riscos de deslizamento de barranco no Tancredo Neves e Mundo Novo; desabamento de rip-rap no Tancredo Neves; e desabamento de muro no Rio Piorini e Alfredo Nascimento.

O Corpo de Bombeiros informou que atendeu um pedido de resgate de pessoas em inundação. Conforme a assessoria da corporação, o caso aconteceu na rua 3, quadra 4, bairro Francisca Mendes. No local passa um pequeno igarapé, que transbordou com a chuva. A água levou a ponte de madeira deixando duas casas ilhadas, uma delas com seis pessoas, entre eles três crianças.

A dona da residência, Gleiciane Luzia Silva de Souza, 36, disse que a chuva começou por volta de 6h e foi tão forte que não deu tempo de sair de casa. "A água subiu rápido e invadiu a casa toda. Ficamos apreensivos, principalmente porque tem duas crianças recém-nascidas", contou

“O igarapé transbordou deixando várias casas ilhadas. Corrente de água muito forte impede as pessoas de saírem em segurança”, informou Denis Ferreira, da assessoria de comunicação dos Bombeiros, complementando que há uma equipe no local retirando as pessoas das residências e que um bote está sendo enviado para buscar mais pessoas que estão ilhadas.

Os alagamentos ocorreram nas ruas Dacildo Jurandir, Amazonino Mendes; Janauba, Val Paraíso; Salmon, Francisca Mendes; rua 64, travessa 19, 318, Mutirão; Curió, Cidade Nova 1; travessa Ulisse Guimarães, Cidade Nova 2; Buriti, Rio Piorini; Aruanã, Jorge Teixeira; Paulo Nery, Cidade Nova; Agnelo Bitech, Novo Reino 2; rua A, bairro Novo; rua Tapajós, Praça 14; Igarapé do Passarinho, na colônia Terra Nova; na comunidade Florestal, no Monte das Oliveiras; e na comunidade Fazendinha, no Canaranas.

Chuva Forte

Segundo informações do Sistema de Proteção da Amazônia (SIPAM), a chuva teve início por volta das 5h e continua até o momento em algumas zonas. Os acumulados registrados nas estações meteorológicas até as 10h na estação do INMET, do Aeroporto Eduardo Gomes e Aeroporto Ponta pelada foi de 20,2 mm, 23,4 mm, 16 mm, respectivamente.

O acumulado da precipitação estimada pelo radar meteorológico de Manaus indica acumulados entre 50 a 80 mm na região norte da cidade deManaus. Ainda segundo o alerta emitido pelo SIPAM, a previsão de chuva continua durante todo o dia.

Publicidade
Publicidade