Publicidade
Manaus
SARAMPO

Cinco bairros de Manaus recebem reforço de vacinação contra o sarampo

Cidade de Deus, Tancredo Neves, Gilberto Mestrinho, Coroado e São José serão alvos das varreduras. Até agora, 723 casos da doença foram confirmados 16/08/2018 às 14:56 - Atualizado em 16/08/2018 às 14:58
Show show sarampo d6dcba81 27b8 418f 9863 d6d68b9111d7
Foto: Divulgação
acritica.com

Com a finalização das varreduras e intensificação vacinal nos bairros Jorge Teixeira, Zona Leste, e Cidade Nova, Zona Norte, considerados como prioridade número 1 do plano de combate ao sarampo em Manaus, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), iniciou fortalecimento das ações de oferta de vacinação nos bairros Cidade de Deus, Tancredo Neves, Gilberto Mestrinho, Coroado e São José.

As novas ações foram discutidas durante reunião com representantes da Sala de Situação de Vigilância em Saúde para o Monitoramento do Sarampo. Os primeiros bairros das varreduras, Cidade Nova e Jorge Teixeira, de acordo com o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, foram definidos como prioritários considerando o quantitativo populacional e o número de notificações de sarampo em cada área.

“Com essa primeira etapa concluída, as intensificações vacinais estão sendo direcionadas para os bairros de Prioridade 2. Além disso, a Semsa continua intensificando o trabalho nas escolas municipais, reforçado com o apoio do Ministério Público e Conselho Tutelar, para que pais e responsáveis entendam a importância da autorização para vacinação dos estudantes”, afirmou Marcelo Magaldi, destacando que o trabalho realizado nas escolas até o momento atingiu uma média de 63% do público-alvo.

Estratégia

A intensificação vacinal no bairro Cidade de Deus será executada pelo Distrito de Saúde (Disa) Norte a partir desta quinta-feira, 16, com a avaliação do cartão de vacina e oferta da tríplice viral, que imuniza contra o sarampo, rubéola e caxumba, para a faixa etária de seis meses até 49 anos.

“A ação será executada com a oferta da vacina em locais de grande concentração de pessoas, como escolas, empresas e comércios. A intenção é facilitar o acesso à vacina e atingir o maior número de pessoas para evitar a transmissão da doença”, explicou a chefe da Divisão de Vigilância em Saúde do Disa Norte, Kelly Lobo, informando que a varredura vacinal no bairro Novo Aleixo, também considerado como prioridade 1, está sendo finalizada com a vacinação em locais da área comercial no bairro.

Já a intensificação vacinal nos bairros do Tancredo Neves, Gilberto Mestrinho, Coroado e São José está sendo executada pelo Disa Leste, também em pontos de grande concentração de pessoas, incluindo escolas, supermercados, feiras, fábricas, pontos de serviço de mototáxi e associações.

“Já concluímos as ações nas escolas municipais dos bairros Gilberto Mestrinho e Tancredo Neves, mas estamos programando o retorno das equipes porque algumas registraram baixa adesão dos alunos para a vacinação. O Disa Leste também já está avançando o trabalho para os bairros considerados como prioridade 3, como Mauazinho e Zumbi”, informou a chefe da Divisão de Vigilância em Saúde do Disa Leste, Ângela Moreira.

Como o Informativo Epidemiológico de Monitoramento dos Casos de Sarampo, divulgado semanalmente pela Semsa, mostra que as zonas Norte e Leste apresentam o maior número de casos notificados e confirmados de sarampo, as ações prioritárias foram executadas nos Disas Norte e Leste, mas os Distritos de Saúde Sul, Oeste e Rural também estão desenvolvendo a intensificação vacinal nos bairros que apresentam o maior número de notificações.

Casos

De acordo com 23º Informativo Epidemiológico de Monitoramento dos Casos de Sarampo, divulgado pela Semsa na última segunda (13) Manaus registra 723 casos confirmados da doença, 4.694 sob investigação e 276 foram descartados. Ao todo, Manaus registrou este ano 5.693 notificações de sarampo, o que engloba os casos confirmados, os casos suspeitos (aguardando resultado laboratorial) e os descartados.

O Informativo Epidemiológico mostra também que o Disa Norte tem o maior número de notificações, com um total de 2.127 casos notificados (37,4%), seguido do Disa Leste com 1.982 notificações (34,8%), Disa Sul com 772 (13,6%), Disa Oeste com 735 (12,9%) e Disa Rural com 77 (1,4%).

Publicidade
Publicidade