Terça-feira, 02 de Junho de 2020
DENÚNCIA

CMM adia análise de requerimento sobre obra da Seminf em empresa

Pedido deve ser analisado nesta quarta-feira (18). Segundo vereador Chico Preto, uma máquina de pavimentação foi usada em uma obra particular de uma empresa do Distrito Industrial de Manaus



Chico-Preto_74105393-62BC-49D9-AA50-09F3D05825C2.jpeg Foto: Alcides Netto
16/03/2020 às 18:01

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) decidiu nesta quarta-feira (16) não aprovar o requerimento de informação dirigido à Secretaria de Infraestrutura (Seminf) de autoria do vereador Chico Preto (DC), que pedia o esclarecimento do uso de pessoal e mão-de-obra do órgão de infraestrutura em uma obra particular de uma empresa do Distrito Industrial de Manaus. 

Com o pedido de vistas da base do prefeito, o requerimento deve ser analisado nesta quarta-feira (18).



Segundo o vereador Chico Preto, que foi até o local para verificar a denúncia, a máquina de pavimentação usada na obra tinha o nome da empresa responsável (São Pedro Locação de Equipamentos Rodoviários) pelo veículo tapado por uma vedação.

Ainda conforme o vereador, ao ser questionado, o possível diretor da empresa disse que o serviço tinha sido oferecido e que a empresa não havia procurado pelo serviço de pavimentação em suspeita.

“Me parece que é desvio de material público: máquinas e asfalto. O suposto representante da empresa disse que vieram oferecer o serviço na sede da empresa. Esse que é o detalhe. Geralmente, uma empresa daquele porte, uma multinacional, ela determina o que ela quer fazer, e ela vai atrás de empresas para fazer o serviço para ela. Essa história de dizer que veio bater aqui é muito estranho. O requerimento pretende descobrir a pessoa que deu a ordem para isso acontecer”, falou o vereador.

A denúncia foi veiculada na quinta-feira (12), por meio de uma transmissão em tempo real nas redes sociais do parlamentar municipal. No vídeo, é possível ver o político tentando falar com o provável operador da máquina de compressão, chamado por Chico de “William”. O homem foge do local sem responder os questionamentos.

“O senhor que estava manobrando, sabe me dizer de quem essa máquina? Por que o senhor não falar comigo aqui? O senhor não é o William que trabalha na Seminf? “, questionou.

O requerimento pede informações a respeito do processo de pagamento, os nomes dos funcionários da empresa São Pedro que trabalham para a secretaria, a relação de equipamentos, além de informações sobre lotação dos equipamentos da empresa São Pedro relacionando-os por distrito de obras e relatório dos GPS do maquinário empregado pela empresa a partir do dia 12. 

Base reage

Citando harmonia entre os poderes, o vereador Gilvandro Mota (PTC) disse que o vereador Chico Preto quer uma “CPI indireta” para apurar por conta própria a denúncia levantada e defendeu que os fatos sejam apurados pela Seminf ou pela Controladoria do Município. Defendeu que a denúncia já vem “eivada de nuances para se gerar um factoide” e pediu a derrubada do requerimento.   

O vereador e líder do prefeito Arthur Neto (Podemos), Marcel Alexandre, leu o posicionamento da Secretaria de Infraestrutura e disse que alguns itens do requerimento “extrapolam”. Mesmo a favor do requerimento, Marcel pediu vistas para analisar o conteúdo. 

Outro lado

Por meio de nota, a Seminf informou que não aprova e nem coaduna com nenhum tipo de ato de ilicitude ou contra a boa prestação do serviço público e que, tão logo recebeu a denúncia, abriu uma sindicância para apurar as circunstâncias da situação divulgada em vídeo nas redes sociais.

Segundo a nota, o município reforça que, após apuradas as circunstâncias, todas as medidas administrativas serão tomadas para garantir a transparência e seriedade dos serviços municipais.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.