Publicidade
Manaus
VERBAS

Vereadores gastaram R$ 641 mil do 'Cotão' em janeiro, mês de recesso parlamentar

Todos os 41 vereadores de Manaus utilizaram recursos da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar no mês de janeiro, quando não houve atividades na Casa 07/03/2018 às 07:27
Show cmm plenario robervaldo rocha
No mês de janeiro, período em que a CMM encontra-se em recesso, todos os vereadores de Manaus utilizaram recursos da Ceap. (Foto: Robervaldo Rocha/CMM)
Geizyara Brandão Manaus

Os 41 vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM) gastaram em janeiro, no mês do recesso parlamentar, R$ 641 mil da Cota para Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap), o chamado “Cotão”. Desse montante, R$ 189,9 mil foi utilizado para compra de combustível, de acordo com dados disponibilizados no site da Casa Legislativa. 

Para se ter uma ideia, um carro popular poderia realizar 15 voltas ao redor do planeta Terra com a quantidade de combustível adquirida pelos parlamentares. A projeção tem como base o custo da gasolina na capital amazonense a R$ 4,29 e a capacidade de um carro popular percorrer 13,5 quilômetros por litro de combustível.

No ranking, o vereador Doutor Ewerton Wanderley (PPL) foi o que mais gastou o “Cotão” com combustível, contabilizando R$ 8,6 mil. Na sequência, o presidente da CMM, Wilker Barreto (PHS), Júnior Resgate (PDT) e Cláudio Proença (PR) utilizaram R$ 8,5 mil para o mesmo fim.

Segundo Barreto, em relação ao gasto com combustível tem que ser levado em consideração que janeiro é o mês que “mais se trabalha”. “O gabinete não pára de trabalhar no recesso. São kombis para o trabalho externo. Manaus é uma metrópole. São 16 mil ruas. A gente faz um trabalho em Manaus toda. Se diluir isso em vários veículos já se vê o trabalho que dá”, justificou. Com o valor de R$ 8,5 mil, seria possível abastecer 40 carros com o tanque de 50 litros cada.

Apesar de não usarem a verba para combustível, Reizo Castelo Branco (PTB) e Fred Mota (PR) gastaram R$ 9 mil e 4,3 mil, respectivamente, com aluguel de veículos. Além de Reizo, outros seis vereadores gastaram R$ 9 mil, ficando no topo da lista de consumo de locação. O item é o segundo maior gasto dos 41 parlamentares na CMM, somando R$ 210,9 mil.

Do total, os que menos pediram reembolso foram Rosinaldo Bual (PSB) e Joelson Silva (PSC), R$ 6 mil e R$ 9,7 mil, nesta ordem. De acordo com Silva, cada um dos parlamentares aplica a verba no recesso conforme a demanda. “Evidente que no mês de janeiro o trabalho foi menos intenso, por ser um mês atípico, porque é o mês que a Casa não está trabalhando, isso não quer dizer que o vereador não trabalhe”, explicou. 

No topo dos gastos com a Ceap está a “divulgação de atividade parlamentar” com um total de R$ 212,9 mil. Plínio Valério (PSDB), Professor Samuel (PHS), Sassá da Construção Civil (PT), Wallace Oliveira (PODE) e David Reis (PV) destinaram  R$ 10 mil cada para esse item.

No acumulado dos sete primeiros meses do ano passado, R$ 1,4 milhão foram utilizados com publicidade da atividade que os parlamentares realizam.

Assim como durante as eleições suplementares que ocorreram em 2017, o presidente da CMM informou que os vereadores que vão concorrer a cargos nas eleições deste ano, não terão disponível o valor de R$ 18 mil do Cotão durante o período de campanha. “Isso é uma decisão já em prática. Quem se candidatar no período de 45 dias (de campanha) não usa verba indenizatória”, afirmou. 
Abaixo, A CRÍTICA publica quanto cada vereador gastou da Ceap durante o recesso.

Em números
189,9 mil
Reais  foi o valor gasto pelos vereadores com combustível no mês de janeiro na Câmara Municipal de Manaus (CMM), durante o recesso parlamentar. Porém, o item que os parlamentares mais gastaram foi a divulgação das atividades, somando 212,9 mil.

Saiba mais
 Aumento
Até dezembro de 2016, o valor da Ceap, que serve para bancar gastos com alimentação, gráficas, combustível, aluguel de automóveis, telefone, entre outros,  era de R$ 14 mil. A Casa  aumentou o cotão para R$ 18 mil. E reduziu a verba de gabinete de 
R$ 60 mil para R$ 48 mil.

Publicidade
Publicidade