Quarta-feira, 29 de Janeiro de 2020
Manaus

CNI reduz de 3% para 2,1% projeção de crescimento da economia do país este ano

A estimativa de inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi mantida em 5% este ano, enquanto a projeção da taxa nominal de juros ao final de 2012 caiu de 9% para 7,5%



1.gif A projeção do PIB industrial também foi revista, de 2% para 1,6%
11/07/2012 às 11:31

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) reduziu de 3% para 2,1% a projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, este ano. O dado faz parte do Informe Conjuntural do segundo trimestre, que traz a revisão das expectativas sobre a economia brasileira em 2012. A projeção do PIB industrial também foi revista, de 2% para 1,6%.

A estimativa de inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi mantida em 5% este ano, enquanto a projeção da taxa nominal de juros ao final de 2012 caiu de 9% para 7,5%. A taxa real de juros, descontada a inflação medida pelo IPCA, ficará em 3,3%, nas estimativas da CNI, ante a expectativa de 4%.



Segundo a CNI, a previsão do déficit público nominal em relação do PIB passou de 2,45% para 2,4% e a do superávit primário do setor público de 2,75% para 2,5%. A projeção da dívida líquida do setor público caiu de 36% para 35,1% do PIB.

A CNI também prevê taxa nominal de câmbio de R$ 2 no final do ano, com o saldo da balança comercial caindo de US$ 20,8 bilhões para US$ 20,2 bilhões. A projeção para o déficit em conta-corrente também diminuiu, de US$ 58 bilhões para US$ 56 bilhões.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.