Publicidade
Manaus
REUNIÃO

Colégios militares estão autorizados a cobrarem taxa de pais de alunos, diz PM

Segundo a PM, a decisão da manutenção da contribuição foi proferida na última terça-feira (13) pelo Tribunal de Justiça do Amazonas 15/11/2018 às 17:33 - Atualizado em 15/11/2018 às 17:42
Show colegio c4443a02 6a46 49f1 ac2a 6924867f005f
Foto: Reprodução
acritica.com Manaus (AM)

Uma reunião entre o comando da Polícia Militar e oito gestores de colégios da PM tratou de assuntos relacionados às matrículas de alunos e a contribuição de valores para as Associações de Pais e Mestes (APMC). Segundo a PM, a decisão da manutenção da contribuição foi proferida na última terça-feira (13) pelo desembargador do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), Wellington José de Araújo.

Os gestores se reuniram com o comandante-geral da PM, coronel PM Cláudio, na manhã desta quinta-feira (15). Eles discutiram principalmente itens pertinentes a montagem do edital para o exercício de 2019. A PM informou que após a conclusão, as informações serão repassadas.

Segundo o comandante geral, na próxima semana o Termo de Cooperação Técnica (TCT) será submetido a análise de equipes do departamento jurídico da Polícia Militar e Secretaria de Educação do Amazonas (Seduc) e após a conclusão final do edital será encaminhado para publicação e conhecimento geral.

O coronel agradeceu aos pais e todos que estiveram ao lado da coordenação dos colégios durante o período do processo.

"Agora as escolas administradas pela Polícia Militar do Amazonas estão autorizadas a receber a título de contribuição valores para as Associações de Pais e Mestres (APMC) que são determinantes para a manutenção da qualidade de ensino das escolas da PM. Esses valores são aplicados em benfeitorias para o próprio colégio garantindo mais conforto e educação diferenciada para nossas crianças", salientou.

Publicidade
Publicidade