Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019
Manaus

Com 18 mortes registradas no IML, Manaus tem uma das mais violentas vésperas de Natal

Foram 11 mortes por homicídio, cinco por overdose, uma morte por enforcamento e um óbito por acidente de trânsito. Triplo homicídio contra pessoas que bebiam cerveja na calçada chamou atenção



1.jpg Mortes registradas no IML serão investigadas pela Polícia Civil
25/12/2014 às 11:44

O dia de Natal iniciou e logo nas primeiras horas desta manhã (25) já havia sido registrado no Instituto Médico Legal (IML) 18 mortes na capital do Amazonas desde o dia anterior, quarta (24). O crime que mais chamou atenção foi um triplo homicídio, ou chacina, na Zona Norte.

Até o momento, foram registradas 11 mortes ocorridas por assassinato, cinco mortes por overdose, um enforcamento e um óbito por acidente de trânsito. O triplo homicídio ocorreu às 1h na rua Javali, bairro Cidade de Deus, Zona Norte da capital. Uma pessoa sobreviveu e está no hospital.



O nome dos três mortos no triplo homicídio são Misseres Alves Soares de Passos, 38, que trabalhava como serviço geral; Jonas de Souza Cruz e um homem identificado como Márcio, que eram vendedores de fruta em sinal de trânsito. A vítima sobrevivente é uma moça identificada como Roberta.

Segundo moradores da rua Javali, três homens chegaram em um carro preto não identificado, estacionaram na rua paralela à rua Javali, saíram do veículo e foram a pé até onde estava um grupo de pessoas sentadas na sarjeta, que tomavam cerveja após uma festa e da ceia de Natal.

Lá, os assassinos apontaram armas de fogo e efetuaram vários disparos. Após alvejar as vítimas, os três correram para o carro e fugiram. Uma moça de 18 anos, que não teve o nome revelado e também bebia cerveja, só conseguiu escapar porque se jogou em um bueiro e se fingiu de morta.

Segundo moradores, a sobrevivente Roberta é irmã de Jonas e esposa de Márcio, e também é mãe da moça de 18 anos que pulou no bueiro. Roberta segue internada em estado grave no Hospital e Pronto Socorro Platão Araújo.

Conforme testemunhas, o grupo bebia cerveja desde cedo após uma festa de Natal. No momento do crime, a maioria das pessoas já havia se recolhido para suas casas, e poucos continuaram na calçada. Moradores ficaram assustados porque as vítimas eram consideradas de boa índole.

Os autores do crime não foram identificados. A perícia da Polícia Civil foi ao local para recolher provas, bem como o IML recolheu os corpos. O caso de triplo homicídio chama atenção pelas características de execução. O caso será investigado na Delegacia de Homicídios e Sequestros (DEHS).


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.