Sábado, 14 de Dezembro de 2019
CHEGOU A HORA

Em dois fusos horários diferentes, mais de 123 mil pessoas do AM fazem o Enem 2018

A primeira prova acontece neste domingo (4). Na maioria dos municípios, incluindo Manaus, os portões abrem 10h e fecham 11h, com a prova às 11h30min. Em outros 13 cidades os portões abrem 9h e fecham 10h



Enem_2018_ED8904D6-9791-4A9A-8BD3-3DD6E970E628.JPG Foto: Marcio Silva/Arquivo AC
04/11/2018 às 06:00

Hoje (4) é o primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018. Serão aplicadas as provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação e Ciências Humanas e suas Tecnologias. No Amazonas, 123,8 mil estudantes devem realizar a avaliação, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Ministério da Educação (MEC).

Na maioria dos municípios do Estado, incluindo a capital, os portões serão abertos às 10h e fecharão às 11h no horário local. A prova começará às 11h30min. Porém, em 13 municípios do Amazonas (Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Boca do Acre, Eirunepé, Envira, Guajará, Ipixuna, Itamarati, Jutaí, Lábrea, Pauini, São Paulo de Olivença, Tabatinga), os portões serão abertos às 9h e fechados às 10h. Isso porque eles estão no fuso horário do Acre e, por ser nacional, o exame segue o horário de Brasília (DF).



Para a prova, o candidato deve levar caneta esferográfica de tinta preta e fabricada em material transparente e um documento oficial de identificação original com foto, como cédulas de identidade e Carteira Nacional de Habilitação. É recomendado pelo MEC que também se leve o Cartão de Confirmação de Inscrição e a Declaração de Comparecimento impressa para que o Chefe de Sala possa assinar (caso for necessário).

Alguns itens também são terminantemente proibidos como dispositivos eletrônicos (incluindo celulares e relógios), anotações, livros, manuais, lápis, lapiseira, borracha e caneta de material não transparente. A lista completa dos objetos proibidos também pode ser consultada no site do Enem. Esses objetos podem ser guardados no Envelope Porta-Objetos, entregues na porta da sala.

Antes de começar a prova, o candidato deve conferir os seus dados pessoais na ficha de coleta de dado biométrico, no Cartão-Resposta e na Folha de Redação. Fugir do tema proposto, não atender a proposta pedida e escrever só sete linhas são alguns dos exemplos que zeram a redação. Os candidatos também não podem usar qualquer acessório que cubra os olhos ou cabelos como bonés e óculos escuros. Artigos religiosos como burca e quipá, caso usem, serão revistados.

“Os candidatos precisam estar atentos às exigências do Enem, evitando momentos de estresse que possam prejudicá-los durante a prova”, aconselha Ademar Celedônio, diretor de Ensino e Inovações Educacionais do SAS, plataforma de Educação que desenvolve conteúdo, tecnologia e serviços para mais de 700 escolas e 230 mil alunos em todo o Brasil.

É essencial dormir bem, ao menos oito horas por noite. É preciso ter cuidado também com a alimentação. Ela tem que ser de forma equilibrada para evitar qualquer mal-estar na hora da prova. Igualmente importantes são as horas de lazer nas vésperas das provas, orienta Celedônio. “Os candidatos podem aproveitar para assistir filmes e séries que os ajudem a ter repertório e fazer conexões históricas”, aconselha. 

Para ajudar na redação e na prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias, é importante relembrar acontecimentos que ocorreram entre o segundo semestre de 2017 e o primeiro semestre de 2018. “Com isso em mente, os alunos podem utilizar os últimos dias para relembrar assuntos que já não estão mais inseridos em nosso cotidiano através da imprensa”, reforça Ademar.

Intervalo para descanso

No segundo dia do exame nacional, o domingo da próxima semana, dia 11, será feita a aplicação das provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias.

Para Ademar Celedônio, na semana entre os dias das provas, o ideal é manter a rotina sem nenhuma extravagância. Os candidatos devem relaxar e descansar para não chegar no domingo com uma sensação de cansaço acumulado. “O aluno pode se dedicar a leituras leves, passeios com os amigos, buscar dormir cedo”, sugere o diretor de Ensino e Inovações Educacionais do SAS.

Aos alunos que não conseguem se “desligar”, ele recomenda que assistam a videoaulas dos conteúdos que costumam ser cobrados com maior frequência. “Mas apenas assistir, sem buscar aprofundamento, pois a hora de assimilar novos conteúdos já passou”, ressalta.

Outra dica dada por Celedônio é o candidato consertar erros cometidos feitos no primeiro dia das aplicações. “Essa semana é boa oportunidade para rever o que não deu certo no primeiro dia e corrigir para o segundo”, orienta.

Entre as provas, o especialista aconselha que o aluno mantenha-se, sobretudo, confiante. “Muitos alunos, quando conferem os gabaritos extraoficiais e percebem que não foram tão bem, tendem a ir para a segunda prova desestimulados”, observa.

Segundo ele, esse tipo de pensamento não pode acontecer. Principalmente porque o resultado ruim em um dos dias não significa que o aluno não passou no curso desejado. “Não é porque o aluno não foi tão bem em um dia que já não será classificado no curso ou faculdade que deseja. A palavra-chave é confiança”, completa.   

Os gabaritos oficiais das provas sairão no dia 14 de novembro. A previsão é de que 5,5 milhões de estudantes participem das provas em todo o Brasil. Os resultados individuais devem sair só ano que vem, na data provável de 18 de janeiro. O resultado dos treineiros e a divulgação dos espelhos da redação ainda não têm datas definidas.

Acesso à graduação

O Enem é a principal porta de acesso à Educação Superior, nas universidades públicas (Sisu) e privadas (bolsas do Prouni e financiamento do Fies). Ele também é aceito para ingresso em universidades portuguesas.

Até seis horas nos locais de prova

Neste primeiro dia, os alunos poderão ficar até seis horas nos locais de prova, onde chegam bem antes da hora de almoço (entre 9h e 11h), já que a prova se encerra às 17h na maior parte do Amazonas. “É complicado o dia de prova porque os estudantes não vão poder se alimentar de maneira correta e almoçar”, observa a nutricionista Simone Seixas. Veja dicas de como se alimentar nos dias de prova do Enem.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.