Publicidade
Manaus
RELIGIÃO

Com lema 'Todos irmãos e irmãs', celebração de Pentecostes lota Sambódromo

Cerca de 100 mil católicos eram esperados pela Arquidiocese de Manaus. Celebração ganhou tom humanitário, tendo em vista a situação dos refugiados venezuelanos 20/05/2018 às 19:12
Show pent
Fotos: Márcio Silva
Paulo André Nunes Manaus (AM)

“Na força do Espírito, todos irmãos e irmãs” é o tema da 26ª edição da Festa de Pentecostes, tradicional evento da Igreja Católica que acontece, neste domingo (20),no Sambódromo, localizado na Zona Centro-Oeste de Manaus.A cerimônia foi comandada pelo arcebispo Metropolitano de Manaus, dom Sérgio Castriani.

O Pentecostes é uma grande festa da Igreja Católica em que todos os cristãos são convidados a celebrar a vinda do Espírito Santo sobre os apóstolos. Ela ocorreu pela primeira vez, em Jerusalém, 50 dias após a ressurreição de Jesus (Páscoa), em cumprimento à promessa que fez a seus apóstolos de que eles receberiam o paráclito que os fortaleceria para a missão de testemunhar e anunciar Jesus ao mundo.

Neste ano a celebração ganhou conotação ainda mais humanitária, tendo em vista a situação dos refugiados venezuelanos. Manaus é um dos municípios que vem acolhendo milhares de famílias que vêm fugindo da grave crise econômica no país sul-americano comandado por Nicolas Maduro.


 

"Não podemos deixar que a situação tire essa igualdade fundamental que somos todos humanos. Essa é a festa da igreja de Manaus”, disse dom Sérgio Castriani.

De acordo com a pregação do padre Zenildo, que antecedeu o ritual litúrgico, esta é a festa do Espírito de Deus e do povo, da força da Igreja de Manaus. “Queremos fazer ecoar o que refletimos, rezamos e cantamos durante a Quaresma e a Campanha da Fraternidade nos fez celebrar", disse.

Importância

A aposentada Maria do Rosário Catão Porto, de 77 anos, participou da celebração do Pentecostes vindo do bairro Aliança com Deus, na Zona Norte, junto com sua bisneta, Raylane Carolaine Catão, 7,. Sentada em uma cadeira de plástico cedida pela organização, a idosa destacou a importância e o significado do evento católico.

"Venho todos os anos, não perco um Pentecostes nem Corpus Christi. Para mim isso é uma vocação. O Pentecostes para mim é a celebração do Espírito Santo", comentou ela.

O casal Lilian Santos, 20, e Marcos Adriano, 21, veio do Aleixo, na Zona Centro-Sul, e esteve presente ao Pentecostes com uma novidade: ela trazia em seu ventre um bebê que estava no 8° mês.

“Quando participamos dessas celebrações percebemos a força da Igreja Católica. E quando você tem fé e acredita em Deus, Ele te dá força para fazer qualquer coisa", falou ela.


 

O mecânico Ademir de Souza, 62, disse que o Pentecostes representa Jesus, a alegria, paz e a esperança por dias melhores. "É a hora de pedirmos um Brasil melhor na política e mais empregos, melhores salários e moradia", comentou.

Segundo o padre Geraldo Bendaham, coordenador da Pastoral da Arquidiocese de Manaus, eram esperados cerca de 100 mil fiéis da igreja católica para o evento, cuja acolhida começou às 15h.


Um posto de coleta de alimentos foi montado pela organização Cáritas Arquidiocesana logo após a entrada principal do público

Pré-celebração

O "esquenta" do público não foi somente com músicas religiosas, mas também regionais, com o grupo Madrigal e o artista Celdo Braga, Sofia Amoedo e Neil Armstrong. A oração de São Francisco e a clássica canção "Ave Maria" foram dois dos momentos de maior emoção antes da celebração. Houve dramatização por parte de jovens

Publicidade
Publicidade