Sábado, 25 de Maio de 2019
LUTO

Com 40 anos de sacerdócio, fundador da Nossa Senhora da Amazônia deixa legado

Padre Reneu Stefanello faleceu aos 71 anos, em Santa Maria (RS). Missa de sétimo dia acontece neste domingo, em Manaus



maxresdefault.jpg
14/06/2018 às 17:32

Internado desde o dia 6 de junho em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, o Padre Reneu Stefanello faleceu no último dia 8 de junho. Com mais de 40 anos de sacerdócio e uma vida dedicada à igreja, o pároco deixa para trás extenso legado na fundação e regimento da Área Missionária Nossa Senhora da Amazônia.

Devoto de Maria, fundou, com as próprias mãos, a comunidade missionária no Amazonas. Se consolidou como referência e arrastou multidão de fiéis. 

Roque Marques, um dos "apóstolos" de Padre Reneu, conta com orgulho o legado que o pároco deixou na região amazônica ao exaltar Maria. 

"Ele iniciou o processo de criação da comunidade sozinho. Nunca tivemos nada, mas nunca nos faltou nada também. Foram dez longos anos de trajetória. O Padre foi nosso primeiro arquiteto, eletrecista, pedreiro e pintor" recorda, com carinho.

Ao longo de sua trajetória como líder espiritual da Comunidade Nossa Senhora da Amazônia, Reneu conseguiu, das mãos de Dom Sergio Castriani, a liberação para que a comunidade passasse a ser reconhecida como área missionária.

"Era isso que ele fazia. Poderíamos ficar horas ouvindo as histórias do Padre Reneu com a comunidade. Do homem e da gratidão desta comunidade".

Reneu ganhou renome por ter construído do "zero" o templo religioso. "Transformou até árvore que caiu em altar". Foi ele quem arquitetou toda a Área Missionária. Trouxe suas referências do Sul do país e foi no Amazonas que fincou suas raízes.

Neste domingo (17) será comemorada a Missa da Esperança e Ressurreição em homenagem ao padre. A missa será celebrada por Dom Mario Pasqualotto, na Igreja Nossa Senhora da Amazônia. 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.