Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019
Manaus

Com passado perigoso, PM é baleado sete vezes saindo de serviço no Parque das Laranjeiras

O cabo Stephen Sena foi atingido por sete tiros dos mais de 20 disparos feitos, segundo levantamento preliminar da Polícia Militar. Duas motocicletas emboscaram o policial. Em 2014, ele foi preso por suspeita de envolvimento no estupro da esposa de um narcotraficante



1.jpg Carro do cabo da PM Stephen Sena, vítima de emboscada, passa por perícia no Parque das Laranjeiras
15/09/2015 às 21:36

O cabo da Polícia Militar Stephen Sena, de 33 anos, lotado na 12ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), foi baleado na noite desta quarta-feira (15) logo depois que deixou a delegacia onde trabalha - localizada na avenida professor Nilton Lins, Zona Centro-Sul de Manaus - por suspeitos a bordo de duas motocicletas. Em 2014, o cabo foi preso com outros três policias por suspeita de estuprar a esposa de um traficante.

O policial foi atingido por pelo menos sete tiros e foi encaminhado ao Hospital Pronto-socorro 28 de Agosto. Segundo colegas dele que acompanham o caso, Stephen perdeu muito sangue e o caso aparenta ser grave, mas ele não corre risco de morte. Às 21h, ele ainda estava no centro cirúrgico.



O crime aconteceu logo na entrada da rua Visconde de Porto Seguro, quando o veiculo do PM, um Volkswagen Fox de cor vermelha, foi cercado por duas duplas em duas motocicletas Bros. 

Segundo o cabo L. Pereira, que atendeu a ocorrência, foram disparados 20 tiros, sendo que o veiculo da vitima apresentava 11 marcas de balas. Os sete tiros atingiram o braço esquerdo, a perna esquerda, o peito direito e a região do abdômen do PM.  De acordo com Pereira, as características do crime de assemelham as de uma execução. A Rocam realiza buscas na área.


Stephen é socorrido por equipe do Samu (Foto: Mirian Freitas)

Emboscada?

De acordo com informações de um frentista que trabalha no posto de combustível situado em frente ao local do crime, que pediu para não ter o nome revelado, os suspeitos vieram de sentindos opostos. Ele disse que viu apenas uma motocicleta seguindo o Volkswagen Fox vermelho, que subia a via, enquanto a outra moto descia a rua. Eles começaram a atirar logo em seguida e chegaram a descer das motos para atirar mais de perto.

O delegado Ayslan Carvalho, do 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP), que também abriga a 12ª Cicom, afirmou que as polícias não medirão esforços para encontrar os culpados. "Vamos tomar todas as providências para descobrir o motivo desta tentativa de homicídio.  Estive também em contato com o delegado Ivo Martins, da Homicídios, que informou que ira assumir o caso junto conosco".


(Foto: Antônio Lima)

O delegado acrescentou que, agora que o local do crime já foi feito pela policia civil, os peritos ficarão responsáveis pela cena, para tentarem entender a dinâmica do crime. A rua Visconde de Porto Seguro, que liga o bairro parque das Laranjeiras a avenida das torres, continuava interditada uma hora e meia depois do crime.

Passado perigoso

Em maio de 2014, A CRÍTICA noticiou o indiciamento de Stephen Sena pelo assassinado do despachante da Cooperativa de Transporte Urbano do Estado do Amazonas (CVTRAN) Edney Pinheiro Batalha, ocorrido dia 28 de outubro de 2013. Na ocasião, o delegado titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) Paulo Martins informou que o policial negou as acusações, mas havia provas robustas contra ele.

Além deste crime, Stephen já estava preso preventivamente pela acusação de estupro cometido contra a mulher do traficante de drogas João Pinto Carioca, o “João Branco”, juntamente com mais três homens.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.