Sábado, 07 de Dezembro de 2019
PROJETO

Com temática de heróis, 9ª edição do Semeando Gratidão acontece no dia 1º de junho

Tradicional ação social com oficinas de diversos instrumentos musicais, será realizada na Escola Alternativa, no bairro Mauazinho II, na Zona Leste



ai_5_20519136-11AC-476D-84CE-3B4D16EAC357.JPG Foto: Divulgação
03/05/2019 às 09:48

Há 3 anos conectando pessoas, o projeto Semeando Gratidão realiza no dia 1º de junho, a 9ª ação social denominada como "Uma aventura no universo dos super-heróis", na Escola Alternativa, localizada na Rua Ferreira, 179, na Comunidade Nossa Senhora das Graças, no bairro Mauazinho II, na Zona Leste de Manaus. Os interessados podem fazer doações de vários materiais.

A programação que deve atender 89 crianças matriculadas na escolinha e também cerca de 100 residentes da comunidade, contará com oficinas de violão, violino, flauta doce, slime e pela primeira vez de Muay thai. Uma sessão de cinema e uma atividade para falar sobre higiene bucal com entrega de kits também será realizada. Ainda as crianças serão presenteadas com brinquedos e poderão experimentar um lanche especial.



A idealizadora do projeto, a jornalista Fábia Lima, destacou que desde o inicio do Semeando Gratidão as oficinas são realizadas com objetivo de oferecer cultura, despertar sonhos e o contato com instrumentos musicais.

"Quando o projeto Semeando Gratidão começou há 3 anos, ele foi a minha forma de contribuir para a redução das desigualdades sociais e tornar esse mundo um lugar melhor para se viver. Não queria fazer parte do grupo numeroso de pessoas que não olham para o lado ou não se preocupam com as injustiças. Então, o meu pensamento sempre foi que o projeto não podia se resumir em levar somente brinquedos, mas sim entregar muito mais. Fazemos um trabalho pequeno, mas se de 10 crianças atendidas em uma oficina, uma for alcançada, a ação social ali plantou uma semente", afirmou Fábia.

Despertando sonhos e promovendo oficinas toda vez que é realizado, o projeto Semeando Gratidão promove atividades educacionais para crianças e adolescentes da periferia de Manaus e atualmente conta com 30 voluntários fixos - que são carinhosamente chamados de semeadores da gratidão. Na próxima edição, marcada para junho, "super-heróis" farão parte da brincadeira.

Pela primeira vez

Uma das novidades desta edição, é a realização de uma oficina de Muay thai - arte marcial originária da Tailândia, onde é considerada desporto nacional. Pela primeira vez instrutor da modalidade durante o projeto, Paulo Neves, de 31 anos, lembrou da importância do esporte na transformação de vidas.

"Ser voluntário nas oficinas do semeando é uma oportunidade de contribuir para os desenvolvimentos dos pequenos. Conseguir transmitir os ensinamentos do esporte, como: respeito, disciplina e ética as futuras gerações é uma grande honra. Estou animado com a primeira oficina e desejo que projetos como estes, que apostam no futuro das crianças, possam sempre crescer", disse Paulo.

O instrutor de flauta doce, Carlos Alexandre, de 37 anos, lembrou que descobriu sua vocação pela música durante uma ação social que teve uma aula do instrumento. Ele destaca a importância das crianças terem contato com instrumentos musicais durante as oficinas do projeto.

"Quando era criança participei de uma oficina de flauta doce. Assisti a aula e me despertou o interesse pelo instrumento, porque achei muito legal. No primeiro momento, entre 10 alunos, ficou eu e mais um. Dois anos depois, estava fazendo parte da banda de música local da minha cidade. Espero que durante esta ação outra crianças sejam tocadas, como eu fui", comentou.

Doações

A Escolinha Alternativa, é um projeto da Área Missionária Nossa Senhora dos Navegantes. O projeto trabalha os conteúdos programáticos até a alfabetização, sempre colocando os valores da família, valores cristãos, visando que se tornem cidadãos de bem. Ao ensinarem as crianças a ler, as prepara criança para ingressar na escola regular. Há o projeto de música, com aulas aos sábados, e dança (balé), com as meninas.

Para beneficiar a escolinha, o projeto está arrecadando doações que serão entregues a instituição, entre os materiais de primeiros socorro estão: frascos de água oxigenada, soro fisiológico e álcool; algodão; ataduras elásticas, de crepom e de gaze; bandagem; esparadrapo; gaze estéril; cotonetes; luvas descartáveis para procedimentos; repelente contra insetos; sachê de toalhas antissépticas; soro fisiológico; spray antisséptico; termômetro; e tesoura sem ponta.

Entre os materiais de limpeza que estão sendo arrecadados estão: esponja, sabão (barra), água sanitária, papel higiênico. Além de legumes, leite em pó, tubérculos, frutas e proteína (carne); material escolar: emborrachados e cola quente. Brinquedos – Bolas e bonecas.

*Com informações de assessoria de imprensa

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.