Publicidade
Manaus
Manaus

Comandantes da PM saem de férias de fininho

Desde sexta-feira (19), o comandante e subcomandante gerais da PM Eliézio Almeida e Aroldo Ribeiro não assinaram afastamento acatado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) 22/09/2014 às 21:09
Show 1
Eliézio Almeida (foto) e Aroldo Ribeiro estão de férias até 18 de outubro
ACRITICA.COM Manaus (AM)

O comandante da Polícia Militar do Amazonas, Eliézio Almeida da Silva, e o subcomandante, Aroldo Ribeiro, estão oficialmente de férias desde sexta-feira (19), mesmo dia em que o vice-presidente do Tribunal Regional Eleitoral, João Mauro Bessa, acatou pedido do Ministério Público Federal, em ação de investigação judicial eleitoral, e determinou o afastamento de ambos liminarmente da cúpula da PM. Os mesmos deverão permanecer de férias até o dia 18 do próximo mês.

No comando da corporação está o chefe do Estado Maior da PM, Marcos César Moreira da Silva. PORTAL A CRÍTICA apurou que os dois coronéis entraram de férias juntos, o que não é usual posto que nas férias do comandante cabe ao subcomandante assumir a PM, e saíram da cidade a fim de não serem encontrados para receberem a notificação da decisão de Bessa pessoalmente.

A notificação foi encaminhada diretamente ao Comando Geral, mas os dois não foram localizados até a publicação desta matéria para assinar o documento. Sendo assim, o oficial de justiça não deu cumprimento ao mandado e a notificação retornará para o gabinete do desembargador Mauro Bessa e o governo não tem como destituí-los do cargo.

A determinação do desembargador é que eles fiquem afastados das funções até a data de proclamação dos eleitos. Em caso de descumprimento, Bessa determinou o pagamento de  multa de R$ 150 mil/dia. Mauro Bessa havia dado 48 horas para que a decisão dele fosse cumprida, porém os coronéis já estão oficialmente de  férias.

Ontem, na corporação, o clima era de expectativa para saber quem será o novo comandante da Polícia Militar, cargo que só pode ser ocupado por um coronel. Até a volta do ex-comandante Almir David, exonerado há menos de 20 dias, foi comentada entre os oficiais.

Ontem também o Governo do Estado informou que ainda não havia nomes escolhidos para ocupar as vagas de Eliézio e Aroldo, já que os mesmos encontravam-se de férias. 

Enquanto isso a Polícia Militar está sendo comandada pelo coronel Marcos César Moreira da Silva, cuja função de comando é apenas administrativa, uma espécie de prefeito, enquanto a do subcomandante é operacional. Marcos César vai exercer as duas funções num período em que o índice de criminalidade na cidade preocupa.

Ontem também o secretário de Estado de Segurança Pública, Paulo Roberto Vital, disse que ainda não há nomes de coronéis para assumir os cargos de comandante geral e subcomandante. Para ele, Eliézio e Aroldo estão apenas de férias.  “O que eu posso diz é que a Polícia Militar está muito bem administrada”, disse o secretário.

Publicidade
Publicidade