Publicidade
Manaus
Manaus

Começa a vigorar dia 1º de janeiro cobrança por extintores tipo ABC para veículos

Determinação do Contran alterou a carga dos equipamentos obrigatórios, que em caso de desconformidades podem render multa de R$ 127 e perda de cinco pontos na CNH 30/12/2014 às 11:39
Show 1
As novas exigências serão cobradas durante as vistorias e fiscalizações do Detran
acritica.com* Manaus (AM)

A partir do dia 1º de janeiro, todos os veículos que circulam no Brasil devem estar equipados com extintores de incêndio com carga de pó ABC, sob pena de estarem cometendo uma infração grave, passível de multa de R$ 127,69 e perda de cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). É o que prevê a Resolução nº 333/2009, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

A determinação do Contran revê as especificações para os extintores de incêndio, dispostas no Código Brasileiro de Trânsito (CBT). Os extintores de incêndio de pó químico tipo BC foram usados em carros fabricados até 2004, portanto, os modelos mais novos já têm os equipamentos da classe ABC. “Isso quer dizer que todos os proprietários de veículos automotores, elétricos, reboque e semirreboque, fabricados até 2004, devem trocar seus equipamentos de segurança”, explica o gerente de Sinistro da Mapfre Warranty, Fábio Leiva Messa.

Dotados de uma tecnologia mais eficiente, os extintores veiculares com pó ABC são capazes de apagar uma maior variedade de incêndios, incluindo os que têm como foco inicial, por exemplo, sólidos combustíveis (revestimentos, estofamentos, pneus, painéis, tapetes, puxadores), além de líquidos inflamáveis e equipamentos elétricos.

Com a mudança na lei, surge também o alerta para que motoristas fiquem atentos à data de validade dos equipamentos, uma vez que muitos se esquecem de fazer essa verificação periodicamente. Trafegar sem o extintor ou com ele em desacordo é infração grave (cinco pontos na carteira), com multa de R$ 127,69.

Messa orienta os motoristas a tomarem alguns cuidados básicos antes de tentar apagar o fogo, por exemplo: fumaça branca e sem cheiro é indicativo de vapor de água e de problemas no sistema de arrefecimento/refrigeração do motor, enquanto a fumaça escura e com odor forte é princípio de incêndio. “Primeiro, o motorista deve estacionar em local seguro para que todos os passageiros possam descer do carro. Se o fogo estiver na parte da frente ou na parte de trás, o melhor é não abrir o capô nem o porta-malas, evitando a entrada de mais oxigênio, que alimentará as chamas.” Mesmo que o incêndio tenha sido extinguido, o ideal é chamar o Corpo de Bombeiros, discando 193.


*COM INFORMAÇÕES DA ASSESSORIA

Publicidade
Publicidade