Terça-feira, 18 de Fevereiro de 2020
LIQUIDAÇÃO ANTECIPADA

Comércio no centro de Manaus se prepara para vendas de Ano Novo

Após vendas de Natal, 'ressaca' nas vendas já causa queda nos preços e liquidações em lojas do 'Bate Palma'. Vendas na véspera de Natal foram 6% maiores do que em 2018, segundo a Fecomércio



WhatsApp_Image_2019-12-26_at_11.53.46_378BE9EE-3D26-4BA0-93DE-23B40A06EBA1.jpeg Foto: Euzivaldo Queiroz
26/12/2019 às 16:22

Após o Natal, o comércio de Manaus se prepara para o Ano Novo. A Rua Marechal Deodoro, conhecida popularmente como “Bate Palma”, na Zona Centro-Sul, registrou na manhã desta quinta-feira (27) um movimento fraco de pessoas em compras pós festa natalícia. A "ressaca" das compras já causou inclusive uma queda nos preços. Diversas lojas da região já colocaram as placas de liquidações com preços que variam de R$ 20 a R$ 60 em logas de peças de roupa. 

Além das roupas, outros produtos, tanto no atacado quanto no varejo, também estão inclusas nas promoções, entre eles eletrodomésticos com descontos de 15% a 20%, assim como calçados, encontrados ao preço de R$ 30, dependendo da marca e tipo. Em uma loja de produtos para casa e utensílios em geral, materiais escolares já estão disponíveis para venda com cadernos de dez matérias ao preço de R$ 6,90.



“Colocamos de tudo um pouquinho antes mesmo de terminar o período de natal. Aqui, depois do dia 10 de dezembro, já colocamos material escolar na frente da loja junto com as ofertas de Natal para atrair o cliente. Inclusive, já têm clientes com a lista de material escolar comprando”, declarou Giselle Castro, gerente de uma loja de departamento. Questionada sobre a procura por produtos de natal, Giselle disse que “muitos deixaram para comprar brinquedos na última hora, mas que registrou bons números de venda”.


Lojas colocam placas de liquidação. Foto: Euzivaldo Queiroz

Alta procura na véspera

A gerente Regina Cardoso pontuou que em comparação ao ano de 2018, a demanda de vendas foi alta para o período na loja de roupas para o público masculino e feminino onde trabalha. “De modo geral o que mais vendemos foi macacão para as mulheres na cor amarela. Aqui, vendemos bastante roupas, mas agora estamos trocando o mostruário para o branco, que é clássico para o ano novo”, declarou.

A loja de calçados a qual o gerente Janderson Farias é responsável também registrou grande procura na véspera de Natal. Segundo ele, a principal saída foram sapatos infantis. “O publicou veio em massa na véspera de natal, no dia 24. A procura foi por sapatos para crianças que acompanham brindes ou algum outro benefício. Depois, os pais procuravam algo para si”, analisou. “A gente já está se movimentando para o Ano Novo e, por isso, a mercadoria será trocada. Esse ano, em relação as vendas, está bem melhor”, complementou.


Foto: Euzivaldo Queiroz

Contraponto

Nem todos os lojistas registraram alta nas vendas para o período. Armando Pereira, proprietário de uma loja de roupas focada exclusivamente no público feminino, lamentou a queda nas vendas em relação ao ano passado. Do ponto de vista do comerciante, quem comprou muita mercadoria para esse natal se arrependeu. “Eu vendi metade do estoque. Em comparação ao ano passado, tive prejuízo. Acredito que o fator desemprego de muitos pode ter sido um dos motivos”, declarou Armando.

A permissionária Cristina Risso, proprietária de uma banquinha de roupas íntimas, também lamentou a baixa nas vendas. “Para mim, não foi bom. Ano passado vendi muita lingerie e foi bem melhor. Tem muita gente desempregada. Alguns preferem comprar no cartão de crédito. A gente tem até a máquina, porém, quando digo que tem uma tarifa em cima da compra, o cliente acaba desistindo”, pontuou Cristina.


Comércio antecipa venda de material escolar. Foto: Euzivaldo Queiroz

Oportunidade para compras

Algumas pessoas preferem esperar o período de grande festa passar para ir ao Bate Palma e aproveitar as liquidações, como é o caso da dona de casa Gisela Barroso, 39 anos, que acompanhada do filho adolescente, Guilherme Barroso, compareceu esta manhã na região para procurar liquidações. “Os preços estão mais em conta em relação ao ano passado. No Natal eu não vim ao Centro, comprei no comércio próximo a minha casa. Hoje estou dando uma volta aqui para ver o que encontro”, declarou Gisela.

Outra que também aproveitou a calmaria do Bate Palma para procurar ofertas foi a assistente administrativa comercial Sarah Alencar, 23 anos. Segundo a jovem, ela não compareceu ao Centro para comprar devido ao aglomerado de pessoas. “Como o ano novo é mais tranqüilo eu resolvi conferir. Eu notei que os preços estão na média. Tem que pesquisar bastante para encontrar uma roupa por um bom preço. Quero comprar um macacão para passar a virada do ano”, declarou Sarah. Questionada sobre presentes, Sarah, afirmou que não comprou nada de presentes. “Pretendo pesquisar agora e comprar algo para meus irmãos”, complementou.


Foto: Euzivaldo Queiroz

Levantamento

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Amazonas (Fecomércio) estima um aumento de 6% nas vendas para o último trimestre (encerrado em dezembro) em comparação com o mesmo período de 2018.

O presidente da Fecomércio, Anderson Frota, explicou que fatores como a liberação e, consequentemente, o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS); pagamento do 13º salário; mutirão de renegociação de pessoas negativadas com instituições financeiras; e o mercado de trabalho que, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) só o comércio contratou 3,8 mil pessoas em Manaus, contribuíram para o aquecimento da venda neste fim de ano.

“Para o comércio nesse último trimestre tivemos três datas importantes do ponto de vista comercial: dia das crianças, natal e o ano novo. Passamos por uma recessão. E a crise leva a um comportamento negativo do comércio. Esse ano o comércio registra um crescimento inédito se for compararmos com os últimos cinco anos. Então, posso dizer que para o fim de ano é um saldo positivo”, declarou Anderson Frota.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.