Quinta-feira, 25 de Abril de 2019
publicidade
comercio-varejista_FC9AB995-E0CA-4582-93B2-8E940952E7B0.JPG
publicidade
publicidade

ECONOMIA

Comércio varejista ampliado do AM teve a 3ª maior alta do País nos últimos 12 meses

Desempenho do Estado foi superado apenas por Espírito Santo e Santa Catarina. Além do varejo, categoria engloba segmentos de “veículos, motocicletas, partes e peças” e de “material de construção”


13/12/2018 às 18:18

O volume de vendas do comércio varejista ampliado do Amazonas teve o maior crescimento entre os sete estados da região Norte e o 3º do País no acumulado dos últimos doze meses. A alta no período foi de 11,5%, conforme a Pesquisa Mensal do Comércio referente ao mês de outubro, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (13).

Apenas Espírito Santo, com alta de 14%, e Santa Catarina (11,9%) superaram a marca do Amazonas. A alta amazonense foi maior que a média nacional, que foi de 5,7%. Além do varejo, são consideradas na categoria as vendas dos segmentos de “veículos, motocicletas, partes e peças” e de “material de construção”.

Todos os estados da região Norte apresentaram crescimento no volume de vendas do comércio varejista ampliado nos últimos doze meses. O Amapá teve a menor: 0,7%. Entre todas as unidades federativas, Goiás (-0,1%) e Distrito Federal (-2,1%) foram as únicas com queda e fecharam o período com os dois piores desempenhos do País.

O Brasil fechou outubro de 2018 com uma queda de 0,2% no volume de vendas do comércio varejista em comparação com setembro, segundo o IBGE. No Amazonas, o volume subiu 0,3%. A leve alta vem após o Estado registrar uma retração de 0,2% em setembro. No comparativo com outubro de 2017, o volume aumentou 8,4%.

publicidade

Rondônia (-8%), Acre (-1,9%), Pará (-1,8%) e Tocantins (-0,8%) acompanharam a tendência nacional de queda no mês. Roraima (1,4%) e Amapá (0,4%) registraram crescimento.

Receita acompanha alta das vendas

Nos últimos doze meses, a receita de vendas do comércio varejista ampliado cresceu 11,1%, tendo uma alta inferior apenas a do Tocantins (12,5%) na região Norte. O aumento na receita amazonense do setor foi também a 6ª maior do Brasil. Espírito Santo (13,7%), Santa Catarina (13,6%), Mato Grosso (13,2%) e Rio Grande do Sul (11,6%) completam a lista das cinco maiores crescimentos.

A receita do setor no Amazonas cresceu 1,1% em outubro de 2018 na comparação com setembro e 10,8% no comparativo com outubro do ano passado.

publicidade
publicidade
Amazonas está há dois dias sem registrar casos de gripe H1N1
Fiscalização encontra irregularidades em prédios da Perícia do Amazonas
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.