Publicidade
Manaus
Manaus

Comissões técnicas da Câmara Municipal de Manaus serão definidas em fevereiro

A partir do próximo mês, os vereadores terão que dar vigor às comissões da CMM e retirá-las de uma conduta de imobilismo. Bosco Saraiva promete fortificar o trabalho das atividades do orgão durante sua presidência 23/01/2013 às 08:02
Show 1
As comissões técnicas da CMM serão definidas em fevereiro
Mariana Lima ---

O calendário de reuniões das comissões técnicas, responsáveis pela análise de projetos de leis e elaboração de pareceres técnicos da Câmara Municipal de Manaus (CMM), será definido em fevereiro. A informação é do presidente da Casa Legislativa, vereador Bosco Saraiva (PSDB) que também promete investir pesado para dar mais qualidade aos trabalhos técnicos da CMM.

Durante sessão extraordinária realizada no dia 9, os vereadores foram distribuídos para compor 19 comissões técnicas da CMM ocupando posições de presidentes, vice-presidentes, vereadores-membros titulares e vereadores substitutos das comissões. O início das discussões destas comissões, no entanto, está previsto para acontecer após o dia 6 de fevereiro, data destinada ao retorno das atividades parlamentares.

Bosco Saraiva promete fortificar o trabalho das comissões durante os dois anos em que ele estará a frente das atividades da CMM. Em entrevista a A CRÍTICA no dia 4, o parlamentar disse que “as comissões da CMM precisam voltar a funcionar, discutir os problemas da cidade”. No mesmo dia, o vereador disse que a melhoria dos trabalhos das comissões será uma das ferramentas usadas para melhorar as imagens da CMM.

Nesta terça-feira (22), por e-mail, o presidente explicou que irá apostar na formação dos servidores como forma de melhorar o rendimento das reuniões de comissões. “Queremos possibilitar que os servidores que hoje atuam nas comissões possam aprofundar seus conhecimentos. Na semana passada estive com o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Ari Moutinho e ele sugeriu que os técnicos da Comissão de Constituição e Justiça por exemplo fizessem uma atualização de seus conhecimentos jurídicos junto à Esman, a Escola Superior de Magistratura. Nossa intenção é promover parcerias semelhantes a essa com as demais comissões”, prometeu.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).

Publicidade
Publicidade