Publicidade
Manaus
SAÚDE

Ministério da Saúde envia 60 mil comprimidos contra vírus H1N1 em Manaus

Medicamento é indicado para o tratamento de pessoas com diagnóstico confirmado. Distribuição do remédio nas unidades começa nesta sexta-feira (1) 01/03/2019 às 15:53
Show tamiflu remedio contra a gripe antiviral 1342737747503 1920x1467 4571aac9 51a2 4aa5 af04 bfb382f3d358
Foto: Reprodução
acritica.com Manaus (AM)

Começa nesta sexta-feira (1) a distribuição de 60 mil comprimidos do antiviral Tamiflu, medicamento indicado para o tratamento de pessoas com o diagnóstico confirmado para H1N1. A ação é coordenada pelo Comitê Intersetorial criado pelo Governo do Amazonas.

Os medicamentos foram enviados pelo Ministério da Saúde para reforçar os estoques das unidades. A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) já havia disponibilizado 49 mil comprimidos à rede.

Na primeira reunião realizada nessa quinta-feira (1), a coordenadora do comitê e diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Rosemary Costa Pinto, propôs uma ação educativa junto a estabelecimentos como shoppings, supermercados e bancos, a fim de incentivar os responsáveis a oferecerem aos seus clientes e frequentadores álcool em gel e melhor higiene nas suas dependências. Representantes do estado e do município irão se reunir nesta sexta-feira, na sede da FVS, para montar o plano de trabalho para esta ação.

O governador em exercício e secretário estadual de Saúde, Carlos Almeida Filho, afirmou que o trabalho em conjunto dos órgãos dará a agilidade necessária para a execução das ações de enfrentamento ao H1N1.

“Já nesta data houve a reunião do comitê, onde as políticas que devem ser tratadas para o enfrentamento desta questão, que é importante e de interesse nacional, possam ser implementadas com a devida urgência”, declarou Carlos Almeida.

Campanha

De acordo com a diretora-presidente da FVS, a campanha vai disponibilizar em todo o estado 1.535 postos de vacinação, com a atuação de mais de 4 mil profissionais.

Em reunião com o governador do Amazonas, Wilson Lima, na quarta-feira (27), o ministro da Saúde, Luiz Mandetta, prometeu antecipar de abril para a segunda quinzena de março a campanha de vacinação no Estado. Segundo Rosemary, a população alvo para ser imunizada no Amazonas é de 1.115.581 pessoas.

Emergência

Na quinta-feira (27), o Governo decretou Estado de Emergência na saúde devido ao aumento de casos de H1N1, com 12 mortes confirmadas. “O decreto de Estado de Emergência é muito importante, na realidade, é fundamental, porque vai permitir agilidade na aquisição de insumos, como máscaras, luvas, EPIs, álcool em gel, que são utilizados na prevenção dos pacientes e na proteção dos profissionais de saúde. Também vai permitir agilidade na compra de alguns medicamentos básicos que são necessários e na aquisição de outros insumos e locação de equipamentos para ampliar os leitos de UTI”, ressaltou Carlos Almeida.

O secretário de Saúde de Manaus, Marcelo Magaldi, reafirmou que as 23 Unidades Básicas de Saúde (UBS) da rede municipal estão abastecidas de medicamentos em resposta ao crescimento da demanda pelo antiviral Tamiflu, utilizado no tratamento das síndromes gripais e o vírus H1N1. Enquanto estado e município não dispõe de vacina para campanha e imunização em massa, a população deve estar atenta aos cuidados de prevenção a fim de evitar a gripe e procurar os serviços de saúde quando necessário.

Publicidade
Publicidade