Publicidade
Manaus
Manaus

Comunidade francesa em Manaus realiza ato de repúdio aos ataques terroristas

Segundo Dominique, todos os franceses que moram na capital, quanto comunidades e amigos de diversas religiões como católicos, evangélicos e muçulmanos foram convidados para participar do ato simbólico 14/11/2015 às 17:11
Show 1
Paço da Liberdade, no Centro de Manaus, será o palco de ato de repúdio contra os ataques terroristas na França
Kelly melo ---

O Cônsul Honorário da França em Manaus, Domique Chevé, informou que a comunidade francesa vai realizar um ato de repúdio aos ataques terroristas de sexta-feira, em Paris, e solidariedade aos familiares das vítimas, na manhã de domingo, em frente ao Paço da Liberdade, no Centro. A solenidade está marcada para ás 9h.

Segundo Dominique, todos os franceses que moram na capital, quanto comunidades e amigos de diversas religiões como católicos, evangélicos e muçulmanos foram convidados para participar do ato simbólico. “Vamos fazer uma vigília pela liberdade  para repudiar contra esses terroristas que deixaram o nosso país de luto. Convidamos pessoas de partidos políticos e religiões diferentes porque entendemos que esses terroristas usam a religião apenas como um pretexto para tomar o poder e enriquecer”, afirmou o cônsul.

Chevé ressaltou ainda que o ato servirá não só para repudiar contra a violência, mas também para reafirmar o compromisso dos  franceses com a liberdade e a democracia. “Liberdade, Igualdade e Fraternidade são o lema da bandeira francesa e é isso que queremos reafirmar  diante de uma episódio tão triste como esse. Vai ser um momento para pedir paz, solidariedade e respeito”, disse ele.

O encontro está marcado para as 9h de domingo, em frente ao Paço da Liberdade, na rua Gabriel Gonçalves, no Centro. Atualmente, 140 franceses moram em Manaus, de acordo com o Consulado.

Mortos e feridos

Autoridades francesas divulgaram na tarde deste sábado que os atentados de sexta-feira em Paris deixaram 129 mortos e 352 feriados, até o momento. Desses, 99 pessoas estão em estado grave. Entre os feridos há dois brasileiros.

O balanço foi divulgado em entrevista coletiva pelo procurador de Paris, François Molins, que acrescentou que “sete terroristas morreram durante a sua ação criminosa”, seis dos quais homens-bomba. Um deles já foi “formalmente identificado”, disseram as autoridades.

(informação da Agência Brasil)


Publicidade
Publicidade