Publicidade
Manaus
DJALMA BATISTA

Condutora que derrubou árvores em avenida de Manaus tem sete dias para repor mudas

A colisão ocorreu na última segunda-feira (9), na av. Djalma Batista, quando ela perdeu o controle e atingiu um ipê branco e um pau-pretinho 13/01/2017 às 14:39
Show unnamed
(Foto: Divulgação)
acritica.com

A condutora de um veículo que colidiu com duas árvores – um ipê e um pau-pretinho – na avenida Djalma Batista esteve ontem, quinta-feira (12), na sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) para firmar termo onde se compromete a realizar, num período de sete dias, o replantio de mudas das mesmas espécies.

A muda de ipê terá que ter no mínimo 2,5 metros de altura e a do pau-pretinho, 1,80 metro. A colisão ocorreu na última segunda-feira (9) quando um veículo perdeu o controle atingindo um ipê branco e o pau-pretinho. Além de repor, a motorista terá que monitorar o replantio por um período de 60 dias e compensar o dano ambiental fazendo a entrega de outras 15 mudas de árvores da mesma espécie na sede do Viveiro Municipal.

“Essa é uma forma de conscientizar a população sobre a necessidade de cuidados com as árvores da nossa cidade”, afirmou o gerente de Corte e Poda da Semmas, Wellington Auzier. Segundo ele, quem comete esse tipo de atitude muitas vezes não tem noção do prejuízo que representa para o município a perda de um indivíduo arbóreo já consolidado.

As medidas aplicadas são previstas no Código Ambiental do Município e na Resolução 87/2016 do Conselho Municipal de Desenvolvimento e Meio Ambiente (Comdema), que estabeleceu os parâmetros das medidas compensatórias das espécies suprimidas dentro do Plano Diretor de Arborização Urbana de Manaus.

“As árvores plantadas nos canteiros centrais e nos passeios públicos da cidade, dentro do Programa Arboriza Manaus, estão crescendo e precisam ter um olhar diferenciado da população para que possam tornar as avenidas e logradouros públicos de Manaus plenamente arborizados”, afirmou Auzier.

Os atropelamentos de árvores impactam a paisagem causando um desequilíbrio estético por conta do crescimento tardio dos indivíduos. A Semmas orienta as pessoas que denunciem os casos de atropelamentos, além de cortes e podas sem autorização, junto ao 0800-092-2000, à Gerência de Corte e Poda (3236-6405) ou pelo site semmas.manaus.am.gov.br.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade