Publicidade
Manaus
ZONA CENTRO-SUL

Condutores não respeitam leis e estacionam ao lado de canteiro central no Parque Dez

Condutores ignoram CTB, o risco de guinchamento e de multa ao estacionar seus carros ao lado de canteiro central 20/07/2017 às 20:01 - Atualizado em 20/07/2017 às 20:08
Show canteiro
Manaustrans informou que vários carros já foram guinchados do local. Foto: Euzivaldo Queiroz
Silane Souza Manaus (AM)

Mesmo com o risco de serem multados e ter o carro guinchado pelo Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans), muitos condutores continuam estacionando ao lado do canteiro central da rua Judith Motta, no bairro Parque Dez de Novembro, Zona Centro-Sul da cidade. Nos últimos dias, o órgão reforçou as fiscalizações no local e aplicou dezenas de multas e guinchamentos, mas não tem resolvido o problema na via.

Os condutores estacionam de um lado ao outro da rua, bem como nos dois lados do canteiro central, que é proibido, deixando apenas uma faixa disponível para o tráfego, que gera transtornos para quem passa pela área, como a estudante Fabiana de Souza, 23. “Atrapalha muito o fluxo porque só pode passar um carro por vez, sendo que a rua tem três faixas, mas duas são usadas como estacionamento. É inaceitável isso”, afirmou.

De acordo com os trabalhadores da região, desde o início do ano o Manaustrans vem fazendo fiscalização na área, que antes quase nunca recebia esse tipo de ação. E de uns meses pra cá muitos veículos foram multados e guinchados por estacionamento irregular. “Eles (agentes) vêm de segunda a sexta-feira, de manhã e de tarde, com três a quatro guinchos e levam mesmo os carros que estão estacionados no canteiro central”, contou o vendedor João Victor Silva, 25.

O fluxo no local é intenso porque a rua Judith Motta dá acesso a avenida Ivanete Machado, uma das principais do bairro, e fica ao lado de uma agência do Bradesco. Quem estaciona no canteiro central reconhece que é errado, mas ameniza dizendo que é porque não existe estacionamento. “Antes de querer multar tinha que oferecer melhorias para os motoristas. Estacionamento é um problema sério em toda a cidade”, disse o microempresário Luciano Dias, 34.

O total de infrações por “estacionar ao lado ou em canteiro central” registradas pelo Manaustrans é de 2.323, entre janeiro e junho deste ano. Os dados são de toda a área da cidade.

Ação de rotina

O Manaustrans informou que a fiscalização é de rotina e que ao verificar a infração, o veículo é autuado e removido, caso esteja atrapalhando a fluidez. “É importante esclarecer que antes de guinchar o veículo, os agentes de trânsito ainda procuram o condutor, antes da remoção. Se não for encontrado, o veículo tem que ser retirado do local e levado ao Parqueamento da Prefeitura”, explicou em nota, destacando que as ações continuarão diárias, inclusive na avenida Ayrão, próximo a área de um hospital.

Não precisa ter placa indicativa

É proibido estacionar em canteiro central das vias públicas. Inclusive, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) não determina que é necessário ter placa de sinalização em canteiro central para avisar que é proibido estacionar ali. O Manaustrans informou que antes de guinchar os veículos que invadem essas áreas, os agentes de trânsito do órgão  procuram o condutor, antes de proceder com a  remoção.

Multa de R$ 195,23

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), no seu artigo 181 e  inciso VIII, estacionar no passeio ou sobre faixa destinada a pedestre, sobre ciclovia ou ciclofaixa, bem como nas ilhas, refúgios, ao lado ou sobre canteiros centrais, divisores de pista de rolamento, marcas de canalização, gramados ou jardim público, é infração grave, com multa de R$ 195,23 e remoção do veículo.

Publicidade
Publicidade